sp.abra

10 JUN 2020 - 15H07 ATUALIZADO EM 10 JUN 2020 - 15H07

Entregador da Uber Eats (Foto: Wikimedia Commons)

A segunda melhor data do ano para o setor de bares e restaurantes é o Dia dos Namorados, de acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Em 2019, o setor teve um aumento de faturamento entre 30% e 60%, de acordo com o perfil do estabelecimento, promoção e divulgação. Neste ano, no entanto, muitos continuam com as portas fechadas por conta da pandemia do novo coronavírus.

Assim como no Dia das Mães, em maio, a entidade projeta que os pedidos possam migrar para as plataformas de delivery, por conta da pandemia, com um aumento entre 25% e até 50%, dependendo do que for ofertado.

Para a data, a sugestão da Abrasel é que os restaurantes reforcem os combos de pratos com bebidas que estiverem paradas no estoque, como vinhos e champanhes.

No entanto, o aumento da demanda pode acarretar em sobrecarga em aplicativos. Por essa razão, a entidade mapeou algumas ações que têm sido feitas por restaurantes e compartilhou dicas para os estabelecimentos faturarem na data:

- Fechar os pedidos com antecedência
- Utilizar os funcionários para fazer entregas no entorno
- Contratar mais entregadores, via empresas de logística ou diretamente
- Incentivar a retirada no estabelecimento, com desconto. Muitos oferecem até 20%
- Preparar estoques para provável aumento inesperado de pedidos

“A forma de comemoração será diferente, é preciso se reinventar e aproveitar a ocasião para aumentar o faturamento. Lembrando que o delivery representa somente 10% a 30% do faturamento de um estabelecimento funcionando em dias rotineiros, e o Dia dos Namorados é a grande oportunidade de aumentar significativamente a receita”, comentou Percival Maricato, presidente da Abrasel SP, em comunicado enviado à imprensa.

Fonte: Revista PEGN

Comentários