sp.abra

Todos sabem do verdadeiro extermínio que sofre o setor de restaurantes no país devido a pandemia, centenas de milhares de pequenos empresários perderam suas economias, milhões de trabalhadores perderam seus empregos, fornecedores e prestadores de serviços foram atingidos pelas tenebrosas consequências, que ainda persistem, em meio a tormenta, os estabelecimentos, corajosamente, tudo fazem para sobreviver, pagar suas dívidas, trazer seus clientes de volta, tocar a vida e ajudar a reconstruir o país.

Foi nesse cenário que todos puderam assistir a uma publicidade do Banco Itaú nas estações de TVs e mídias sociais, mostrando que funcionários dos estabelecimentos tratavam os clientes com negligência, estupidez, desrespeito, desgastando a imagem dos estabelecimentos, o que sabidamente não corresponde à verdade, em especial nos dias que vivemos, quando o atendimento do cliente é cercado de todo tipo de atenção.

Ao contrário disso, são comuns nas agências do banco as filas de espera, inclusive de pessoas idosas. A imensa maioria dos estabelecimentos que tentaram obter empréstimos no banco durante a pandemia não o conseguiram e os que conseguiram foi por dar garantias e aceitar juros abusivos, graças aos quais o Itaú faz bilhões de reais de lucro, mesmo durante a pandemia.

A ABRASEL SP já recebeu comunicação do banco afirmando que retirou a publicidade de todos os canais de mídia (e de fato, não se consegue sequer vídeos da publicidade iníqua) pedindo desculpas. Nossa resposta foi que a agressão, tal a falta de sensibilidade e oportunismo, é indesculpável, mas o banco poderia compensas minimente o malfeito, fazendo publicidade no sentido contrário, abrindo linhas de crédito, enfim, procurando parceiras positivas em vez de ajudar a penalizar ainda mais o setor. Estamos esperando por resposta.

Por outro lado, a ABRASEL SP parabeniza o setor pela reação ágil, justíssima, destemida, à agressão, mostrando que o setor está atento e ao contrário de anos atrás, sabe de seus direitos e como se defender.

A ABRASEL SP continua atenta e ouvindo o setor para obter quais as próximas decisões a serem tomadas quanto a este fato lamentável.

.

Joaquim Saraiva

Presidente do Conselho de Administração

ABRASEL SP

Comentários