sp.abra

O presidente da Abrasel em Minas, Ricardo Rodrigues, lamenta o alto custo absorvido pelos empresários e a alta do preço das carnes. Para ele, contudo, os preços devem ter uma queda entre o fim de dezembro e o início de janeiro

Almoçar fora de casa está bem mais caro em Belo Horizonte, onde os preços médios do self-service, rodízio e até do prato feito dispararam acima da inflação no acumulado dos 11 primeiros meses de 2019. Há vários motivos para a escalada das contas, como a alta da energia elétrica e a do gás, mas, sobretudo, devido ao aumento dos custos com as carnes vermelhas.

A título de comparação, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), que é a prévia da inflação oficial do país, subiu 2,83% no ano; o preço médio do rodízio durante a semana saltou 15,80% de janeiro (R$ 60,83) para novembro (R$ 70,44). Já o do rodízio nos finais de semana engordou 13,80%, de R$ 63,55 para R$ 72,32 no mesmo confronto.

As comparações são do site Mercado Mineiro. “Além dos rodízios, apuramos que o valor do quilo do self-service subiu 7,84%, de R$ 40,68 para R$ 43,87. O do PF (prato feito) aumentou 6,14%, de R$ 15,79 para R$ 16,76”, acrescentou Feliciano Abreu, diretor-executivo da empresa de pesquisa e consultoria. O presidente da Abrasel em Minas, Ricardo Rodrigues, lamenta o alto custo absorvido pelos empresários e a alta do preço das carnes.

“Historicamente, temos uma entressafra do bovino nesta época do ano, mas em 2019 ela foi agravou. (O valor da carne subiu para o comerciante) de 25% a 35%. Algumas casas que não têm cardápio específico estão conseguindo segurar o preço e adotar medidas alternativas. As que não têm condição de não repassar, infelizmente, fazem algum repasse (ao cliente). Mas não há ninguém fazendo repasse no mesmo patamar (da alta das carnes)”, disse Rodrigues. Para ele, contudo, os preços devem ter uma queda entre o fim de dezembro e o início de janeiro.

Disparidade

O Mercado Mineiro também apurou a diferença entre o menor e o maior preços entre estabelecimentos. No rodízio durante a semana, a diferença foi de 271%: o rodízio mais barato sai a R$36,90 e o mais caro, at R$137,00.

Fonte: Hoje em Dia

Comentários