sp.abra

Talita Nascimento - 17/12/2020 20h46

O núcleo de São Paulo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-SP) prevê queda de 50% no faturamento dos restaurantes no mês de dezembro. A razão da estimativa de perdas é o fato do governo de São Paulo ter conseguido, nesta quinta-feira, a suspensão da liminar concedida à Abrasel-SP, que liberava a venda de bebidas alcoólicas para restaurantes associados à entidade após as 20h.

"O setor recebe a notícia com pesar, pois os restaurantes estavam esperançosos, planejando pacotes especiais incluindo vinhos, entre outras bebidas, para oferecer como opção de comemoração para o fim do ano, com a possibilidade de aumentar um pouco o faturamento. Muitos fizeram pedidos de bebidas para esse fim", afirma a instituição em nota.

A Associação diz ainda que a medida deve levar a mais fechamentos e demissões no setor. "Em resumo, mais falência e desemprego. Lembrando que na cidade de São Paulo 12 mil estabelecimentos fecharam as portas em definitivo, 24 mil pequenos empresários perderam seus negócios e cerca de 72 mil trabalhadores perderam seus empregos, sem contar os que eram criados indiretamente", escreve em nota.

"A Abrasel continua entendendo pela ilegalidade do Decreto na parte que proíbe a venda de bebidas alcoólicas após às 20h, e prosseguirá com o processo para que a liminar seja restabelecida o quanto antes, bem como para que, ao final, seja o seu pedido julgado procedente", diz Percival Maricato, presidente do conselho estadual da Abrasel-SP.

Fonte: Estadão

Comentários