01/03/13 - Como funciona o prazo de retorno das franquias

 

Saiba quais valores devem ser levados em conta na hora de calcular o retorno da franquia

De 24 a 36 meses. Quem acompanha o mercado de franquias sabe que praticamente todas as redes do mercado sugerem este período como prazo para ter retorno do capital investido.

Mas, afinal, quanto tempo uma franquia demora a dar resultado? “Isso é um número mágico, mas não é padrão nem válido para todos os negócios”, explica Claudia Bittencourt, diretora-geral do Grupo Bittencourt.

O retorno costuma ser calculado em cima do investimento inicial e do resultado projetado para aquela operação. Entram na conta valores do Demonstrativo de Resultado da operação, o prazo do contrato e o investimento inicial para ver em quanto tempo o franqueado terá retorno. “Geralmente, é incluída a taxa de franquia e alguns incluem o capital de giro para o negócio. Em cima de taxa de franquia e do investimento na instalação, é feita a avaliação do retorno”, diz Marcus Rizzo, da Rizzo Consultoria.

Na hora de calcular o retorno do seu negócio, os itens inclusos no investimento inicial vão fazer a diferença. A maioria das redes cobra no primeiro momento reforma, instalações, mobiliário, equipamentos, estoque inicial, para o caso do varejo, trâmites para oficializar a empresa, viagens para treinamento, taxa de franquia e, em alguns casos, as despesas pré-operacionais, como aluguel e equipe pagos antes da inauguração.

 

“O ponto fica fora do investimento inicial ou inviabiliza os negócios menores”, diz Claudia. Com valores de ponto comercial cada vez mais altos, as redes deixam este dado fora do cálculo de retorno. “Ponto é considerado um desembolso, mas não um investimento”, afirma a consultora.

Para Rizzo, a variação dos valores conforme o local inviabiliza uma padronização. “Ponto se desvaloriza e se deprecia. Um dos grandes problemas de mortalidade de franquia é capital de giro, e o franqueado se descapitaliza no investimento enorme que faz no ponto”, alerta o consultor.

Outra confusão na hora de pensar o retorno é confundi-lo com dinheiro no caixa. “O prazo de retorno não significa caixa positivo, pode demorar o retorno, mas ele já tem dinheiro entrando antes”, diz Claudia.

Segundo ela, investimentos abaixo dos 500 mil reais costumam retornar em até 36 meses. “Investimentos de mais de 1 milhão de reais tem prazo de retomo maior, dependendo do segmento. Alimentação e acessórios costumam ter retorno rápido, dependendo da marca e do local”, complementa.

Para quem pensa em investir em uma franquia, a dica é deixar a emoção de lado e se lembrar de pedir detalhes sobre como o cálculo está sendo feito pela franqueadora. “O importante é criar uma consciência para calcular esse retorno com valores reais e entender que essa informação é genérica e tem que ser personalizada”, afirma Rizzo.

Segundo sua experiência, a maior parte das redes tem apresentado retorno em 23,6 meses. Mas, muitas diminuíram a duração dos contratos. Com menos de cinco anos de negócio, o retorno pode ser inviável. “Os tempos de contrato diminuem e o tempo de retorno tem aumentado um pouco. Boa parte dos franqueados nem consegue chegar ao retorno”, diz. Por isso, cheque com a rede as condições de renovação contratual e certifique-se de que o negócio dará retorno dentro do período.

Veja um modelo de calculadora de retorno de investimento, disponibilizada pela Rizzo Consultoria. A planilha pode ser acessada através deste link.

 

 

 

Fonte: Exame.com