28/02/13 - Ambev diz que preço da cerveja vai continuar subindo

 

Empresa, que teve lucro de R$ 10,6 bi em 2012, anunciou que investirá R$ 3 bi este ano, se a carga tributária não subir mais

A fabricante de bebidas Ambev anunciou ontem um lucro de R$ 10,642 bilhões no ano passado, 22% mais que o de 2011. De acordo com a empresa, o crescimento foi resultado de ajustes de preços, maior peso da distribuição direta e do bom desempenho de vendas de marcas premium.

"Considerando a inflação dos 12 meses do ano passado e o aumento de impostos, tivemos de fazer um aumento médio de preços de 10% para o consumidor final", afirmou o vice-presidente financeiro e de relações com investidores, Nelson Jamel.

Este ano, segundo ele, o preço deve continuar subindo, uma vez que estão previstas elevações dos impostos sobre a cerveja para abril e outubro. No ano passado, as indústrias de cerveja do País negociaram com o governo federal um aumento escalonado na carga tributária sobre a bebida. Parte do aumento foi feita no último trimestre de 2012. O restante acontecerá este ano, em duas vezes. Em troca, as empresas teriam de aumentar os investimentos no setor.

 

Para minimizar o impacto da alta de preços, a companhia está, segundo Jamel, diversificando embalagens. "Lançamos, por exemplo, a 300 ml em garrafa retornável, que ao longo do ano deverá ser vendida em supermercados de todo o País", disse.

Investimento. A Ambev também anunciou que planeja investir R$ 3 bilhões nas suas operações no Brasil, para a construção de novas fábricas e centros de distribuição, ampliação de unidades industriais, desenvolvimento de novos produtos, otimização da logística e da produção. "Esse é o quarto ano consecutivo que anunciamos investimentos recordes", disse Jamel.

Conforme ocorreu nos anos anteriores, a Ambev novamente condicionou o investimento de R$ 3 bilhões ao não aumento dos impostos sobre a cerveja.

"Nosso objetivo com esse aporte é criar condições de atender à demanda e estarmos preparados para fazer a melhor Copa do Mundo da história", disse Jamel. "Mas essa previsão de investimentos está sujeita à confirmação de um horizonte de crescimento que depende, dentre outras coisas, da tributação incidente sobre o setor", afirmou.

Dentre as obras da Ambev já anunciadas estão duas novas fábricas, em Minas Gerais e no Paraná, além da adaptação de mais uma fábrica para a produção da cerveja Budweiser, a ser anunciada ao longo de 2013.

 

Fonte: O Estado de S.Paulo