28/01/13 - Alimentos e bebidas ficam 1,45% mais caros entre dezembro e janeiro

 

Esse grupo de itens continua sendo o maior responsável pela escalada da inflação, que foi de 0,88% entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano.

Como mostra o IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Na medição anterior, entre novembro e dezembro o índice havia sido de 0,69%. A inflação acumulada dos últimos 12 meses é de 6,02%

A alta de alimentos e bebidas na virada do ano foi de 1,45%, superior à registrada entre novembro e dezembro, de 0,97%. Os itens alimentícios com as maiores variações na medição atual foram hortaliças (passaram de uma alta de 2,67% anterior para um aumento de 6,48% agora), feijão carioca (de 0,10% de retração para alta de 6,25%) e tomate (de 0,72% para 6,02%).

 

Entre os índices regionais, a maior inflação foi encontrada em Belém (PA), de 1,24%. Em seguida vem Rio de Janeiro, com 1,18%, e Fortaleza, com 1,17%. O menor índice ficou em Brasília e foi de 0,57%.

O IPCA-15 foi calculado entre os dias 12 de dezembro de 2013 e 15 de janeiro deste ano, em comparação com os preços praticados entre 14 de novembro e 11 de dezembro de 2012

 

Fonte: DCI