21/01/13 - Novas franquias de sorveterias surgem com alta no movimento de até 50% no verão

 

No período de férias de verão, algumas franquias de sorveterias e de sorvetes de iogurte e de açaí -o frozen yogurt e o frozen açaí- registram alta de até 50% no movimento. É o caso da Siberian Frozen, rede de frozen yogurt de Fortaleza. A possibilidade de maior faturamento explica a abertura de mais negócios do tipo nesta época do ano, como acontece com a rede Casa do Sorvete Jundiá, que tem prevista a inauguração de 15 unidades nos próximos dias.

O investimento inicial para abertura de um negócio nesse segmento vai de R$ 80 mil a R$ 650 mil, dependendo da rede e do modelo de negócio. No Açaí no Ponto, é possível adquirir um totem -tipo de quiosque móvel- a partir de R$ 80 mil; na Casa de Sorvetes Jundiá, o investimento é a partir de R$ 90 mil; na sorveteria IceMellow, é de R$ 150 mil; na Freddissimo, é de R$ 160 mil; na Siberian Frozen, é de R$ 170 mil; na Sorvetes Itália é de R$ 250 mil; e na Tutti Frutti é de R$ 650 mil.

A possibilidade de ter uma operação menor, como quiosque, é um ponto positivo por ter custo menor, segundo Marcos Nascimento, diretor da Cia de Franchising, empresa especializada em formatação, expansão e comercialização de redes de franquias. "Num shopping center, por exemplo, o quiosque não paga condomínio, o que reduz o custo fixo da empresa".

No entanto, investir no formato tem seus riscos, pois o contrato de permanência no local pode ser curto demais, fazendo com que o investimento não tenha tempo suficiente para trazer retorno.

Sazonalidade e mix de produtos podem ser armadilhas para o empreendedor –Ter um custo fixo baixo ajuda a enfrentar períodos de baixa nas vendas, como o inverno, já que se trata de um negócio sazonal. Optar por redes que possuam um mix de produtos maior é outra dica para aumentar o faturamento e diminuir os riscos da sazonalidade.

 

Nascimento explica que uma rede de frozen yogurt, por exemplo, que tem que oferecer frutas como complemento ao sorvete, pode vender também salada de frutas. Da mesma maneira, a sorveteria que oferece calda quente de chocolate pode vender mini fondue.

Júlio César Pinteiro, diretor operacional da Siberian Frozen, diz que estar em lugares de clima quente e turísticos ou com grande fluxo de pessoas também ajuda a manter as vendas estáveis em qualquer estação do ano.

"Em Fortaleza, o clima é mais estável, então, não sofro com sazonalidade. A diferença que percebo no movimento é que aumenta em épocas festivas. A demanda cresce entre 25% e 40%, podendo chegar a 50% no fim do ano", diz.

Ponto comercial é segredo do sucesso – Ter um negócio flexível, que permita o deslocamento e a atuação em eventos, por exemplo, também ajuda a aumentar o faturamento. "Às vezes, em um local, há um ponto em que o movimento é grande durante o almoço, mas pequeno à noite. Nesses casos, o empreendedor pode dividir sua operação. Tem que avaliar os pontos e as possibilidades", afirma o diretor da Cia de Franchising.

Ele diz que, para qualquer franquia de alimentação, é importante levar em conta a capacidade logística da franqueadora e dos fornecedores. Isso permite que o empreendedor tenha menos estoque e, consequentemente, precise de menos capital de giro.

Para quem se interessou pelo negócio, no entanto, o ideal é aproveitar esses meses para estudar as redes e esperar até o meio do segundo semestre para inaugurar a franquia. "O recomendado é implantar por volta do mês de setembro, para faturar com o alto verão e não ter o caixa tão impactado inicialmente", diz Nascimento.

Fonte: Bol