13/12/12 - Espumantes produzidos no Brasil não poderão mais de chamar champagne

 

Apenas as bebidas produzidas na homônima cidade francesa podem receber o nome

O Brasil reconheceu "Champagne" como uma indicação geográfica, o que permitirá limitar a utilização "do termo 'Champagne' para designar os vinhos espumantes produzidos no Brasil", anunciou nesta quarta-feira os ministérios franceses da Agricultura e do Comércio Exterior.

 

A França havia solicitado oficialmente em 2007 a inscrição do champagne no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual brasileiro (INPI). O pedido foi atendido em ocasião da visita da presidente Dilma Rousseff à França.

As indicações geográficas permitem associar um produto a um local de produção. O champagne francês é protegido por uma denominação de origem controlada (DOC) que estabelece uma área limitada de produção, no nordeste da França.

Fonte: Diário de Pernambuco