05/10/12 - Alimentação e bebidas influenciam aceleração da inflação em setembro

 

Inflação medida pelo IPCA cresceu 0,57% em setembro, contra 0,41% registrado em agosto, segundo o IBGE

A variação nos preços do grupo Alimentação e Bebidas contribuiu para que a inflação, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), registrasse aumento no mês passado.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no nono mês de 2012, a inflação acelerou para 0,57%, frente ao 0,41% registrado em agosto deste ano.

 

Cinco dos nove grupos de consumo pesquisados apresentaram alta entre agosto e setembro. Assim, o segmento de Alimentação e Bebidas foi o mais alto, marcando 1,26% ante 0,88% no mês anterior.

Também influenciaram no resultado, os grupos Habitação (0,22% para 0,71%), Vestuário (0,19% para 0,89%), Despesas Pessoais (0,42% para 0,73%) e Comunicação (-0,01% para 0,03%).

Já os grupos Artigos de Residência (0,40% para 0,18%), Transportes (0,06% para -0,08%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,53% para 0,32%) e Educação (0,51% para 0,10%).

 

Regiões

Entre os índices regionais, Belém e Goiânia as taxas mais altas de setembro, ficando ambas com inflação de 0,80%. De acordo com o IPCA, em Belém os alimentos aumentaram 1,12% e em Goiânia, 1,24%. Quanto à energia elétrica, em Belém(1,66%) foi apropriada a complementação do reajuste de 6,83% em vigor desde 07 de agosto. Quanto a Goiânia, a variação da energia foi de 6,66%, refletindo o reajuste de 12,17% ocorrido em 12 de setembro. O menor índice regional foi o de Brasília registrando 0,33%.

 

Fonte: Infomoney