27/09/12 - Alimentação concentra mais empresas e lidera em faturamento em serviços

 

Dentre as atividades que integram o grupo de serviços que atendem prioritariamente às famílias, a de alimentação (restaurantes e similares) foi a que teve o maior crescimento do faturamento no acumulado de 2007 a 2010: 50,4%. Na média, a receita do grupo subiu 44,9%.

O resultado confirma a tendência da Pesquisa de Orçamentos Familiares, cujos dados mostram que uma fatia maior do orçamento foi destinada à refeição fora de casa.

Em segundo lugar em aumento da receita ficou a atividade de ensino (48,3%), seguida por serviços pessoais (cabeleireiro, manicure, esteticista etc), com alta de 39,7%. O crescimento mais modesto foi o de serviços de alojamento --30%. O resultado foi influenciado especialmente pelo fraco desempenho de 2009 por conta da crise, que afetou também naquele ano o desempenho de serviços pessoais e atividades culturais.

 

A atividade de alimentação destacou-se também como a principal em salários pagos, pessoal ocupado e número de empresas. As 193.309 empresas da atividade (62,2% do total) obtiveram R$ 55,7 bilhões de receita operacional líquida (64,5%) em 2010, ocuparam 1,4 milhões de pessoas (61,8%) e pagaram R$ 13,1 bilhões (60,2%) em salários, retiradas e outras remunerações.

 

TRANSPORTES

Entre os serviços de transporte, serviços auxiliares dos transportes e correio, o transporte rodoviário de passageiros e de cargas obteve a maior participação na receita: 54,5% ou R$ 136,9 bilhões em 2010. Essa atividade, que detém o maior número de empresas do segmento (79,6%), foi responsável pela maior parte da massa salarial (52,3% do total, R$ 22,4 bilhões) e do pessoal ocupado (66,7% do total, 1,5 milhões).

 

Trata-se do segmento de maior peso no faturamento do setor de serviços --28,9% em 2010.

 

Fonte: Folha de S.Paulo