17/09/12 - O pão nosso de cada dia em novas padarias

 

Pão com manteiga e um bom café com leite podem ser a definição do café da manhã perfeito para muita gente. E com a chegada à cidade de padarias sofisticadas, essa combinação pode ganhar muitos elementos.

A rede belga Le Pain Quotidien inaugurou duas lojas em São Paulo. Uma na Vila Madalena, na zona oeste, e outra no Shopping Cidade Jardim. E planeja abrir mais uma até o final do ano. Todos os produtos vendidos ali são orgânicos, ou seja, produzidos sem agrotóxicos. O café com leite é servido em xícaras sem alça. Bom para quem aprecia sentir o calor da bebida nas mãos.

Uma das marcas registradas da franquia é a grande mesa comunitária no centro do salão, para incentivar a socialização entre os frequentadores. Há acesso grátis a internet.

Para levar para a casa, há pães diversos: integral (inteiro, R$ 19; meio, R$ 9, e um quarto, R$ 4,50); pão de nozes, ao mesmo preço; cinco grãos (R$ 16); baguete (R$ 8). Entre as pastas, há Noisella (chocolate com avelã); Blondie, feita de chocolate branco; Brunette, de avelã, e a Noir, de chocolate meio amargo, todas vendidas no pote de 400 gramas, a R$ 34,90.

A Speculoos (pasta belga à base de biscoito de canela, mel e farinha de soja), com 200 gramas, custa R$ 24,90. Mas algumas estão em falta, porque, segundo os gerentes, fizeram tanto sucesso que ainda não deu tempo de reabastecer as prateleiras.

 

Cestas – No cardápio para consumo no local, estão entre os preferidos dos clientes: a cesta de café da manhã (R$ 22), que vem com pães, croissant ou pain au chocolat, suco de laranja e uma bebida quente, além das omeletes, servidas até as 12h – de segunda a sexta – e as 15h, nos finais de semana, acompanhadas de salada e porção de pão. Podem ser recheadas de salmão defumado (R$ 18), cogumelos e queijo (R$ 15) ou presunto cru e tomate (R$ 17).

Há ainda quiches, saladas, sopas, tábua de frios, e as tartines – sanduíches abertos ao estilo belga no pão integral. Entre as opções frias está a feita com camarão, guacamole e salsa de tomate (R$ 25). Se prefere algo quente, pode ir bem a tartine de legumes grelhados com queijo de cabra, rúcula e saladinha orgânica (R$ 28).

Quem trouxe a franquia ao Brasil foi Ricardo Rinkevicius, empresário também responsável pelo Ping Pong, original de Londres, de comida chinesa.

A rede Le Pain Quotidien totaliza 170 lojas em 19 países.

Filmes – A poucos metros dali, na mesma rua, acaba de ser aberto o Café Boulange. Além de pães, café, doces e refeições rápidas, o local tem um charme a mais: suas paredes são decoradas com cartazes de filmes e há venda de DVDs. Dono da distribuidora Imovision, Jean-Thomas Bernardini reúne no espaço suas duas paixões: pães e filmes.

Filial da loja que funciona no cinema Reserva Cultural, o Café Boulange oferece um extenso menu. Entre os itens básicos, croissant simples (R$ 4,50), pain ao chocolat (R$ 5,50), mini croissant simples (R$ 2), com amêndoas (R$ 5,50) e Romeu e Julieta (R$ 3,50), além de pão de queijo (R$ 2,70).

Para matar a fome, croque monsieur e croque madame, ambos a R$ 12. Tartines: de presunto com mussarela (R$ 9,50); de queijo de cabra (R$ 12,50); de salmão defumado (R$ 11,50), entre outras.

Saladas – Mantenha a linha pedindo salada Roma (R$ 29), que leva verdes, presunto de Parma, damasco e nozes; salada do mar (R$ 27), com folhas, tartare de salmão ao limão siciliano; salada chèvre (R$ 31), na qual as folhas são guarnecidas com queijo de cabra. É servido ainda o clássico francês steak tartare (R$ 39), feito de carne bovina crua cortada na ponta da faca, com alcaparras e outros condimentos, acompanhada de pães, salada e batata chips.

A carta de bebidas começa com o café expresso Boulange Goumert (R$ 4,30), 100% arábica da Serra da Grama, plantado em São Sebastião da Grama (SP). Se preferir um aperitivo, pode pedir um dry martini (R$ 14), que traz no menu uma citação de Dorothy Parker, declarando sua apreciação pelo drinque, e outra de Humphrey Bogart, também adepto da bebida. Na carta de vinhos, argentinos, chilenos, italianos e opções em taça a partir de R$ 11.

 

Fonte: Diário do Comércio - SP