22/08/12 - Sanduíches lideram alta na alimentação fora de casa

 

A alta dos preços de alimentos está deixando a alimentação fora do lar mais cara. Em julho, o aumento dos preços foi de 1,13% e o acumulado em doze meses é de 9,64%, segundo a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Entre os produtos consumidos fora de casa, o sanduíche obteve o maior aumento de preço: 2,62% em julho, ante 0,63% no mês anterior. O preço do lanche já subiu 10,90% em doze meses. Nas capitais, a maior alta foi em São Paulo - 14%. Em seguida, aparecem Rio de Janeiro (11,5%), Curitiba (11,04%) e Porto Alegre (10,37%).

 

Além dos custos mais altos com aluguel e mão de obra, os preços dos ingredientes do sanduíches contribuíram com o aumento dos preços: “Somente o tomate apresentou uma alta de 50,33% em julho. O preço do pão francês subiu 1,78% no mês passado”, afirma Thiago Carlos, economista da Link Investimentos. Em julho, a alface (5,72%), o queijo (0,79%) e a maionese (2,32%) também ficaram mais caros. Já o ovo obteve alta de 2,63%.

O economista acredita que a elevação dos preços da alimentação fora do lar será de 1% ao mês, até o final do ano. Com isso, o setor deve encerrar este ano com um aumento de 10%, próximo ao registrado em 2011, de 10,41%. Segundo Thiago Carlos, o tomate deve recuar e as carnes suínas e de frango, sofrer alta, em razão do aumento dos preços de commodities agrícolas, como a soja e o milho, usadas na ração.

 

Fonte: Metro