21/08/12 - Varejo brasileiro investe pouco no atendimento ao consumidor

 

Os varejistas do país têm focado os investimentos na abertura de lojas e em tecnologia da informação

Em contrapartida, dá menor atenção ao atendimento ao consumidor. É o que aponta uma pesquisa da consultoria GS&MD Gouvêa de Souza com 360 consumidores das classes B e C. No levantamento, os entrevistados foram perguntados sobre fatores que os levaram a deixar de comprar em algum estabelecimento. Entre os 33% que admitiram ter mudado o local de compra nos últimos 5 anos, 54% afirmaram que problemas no atendimento na loja motivaram a mudança. A reclamação fica acima até mesmo do aumento dos preços, apontado por 30% dos respondentes.

 

Segundo Luiz Góes, sócio diretor da GS&MD, o setor investe muito em novas lojas, mas não prioriza o atendimento, porque acha que vai treinar o profissional e perdê-lo depois. Com isso, há cada vez mais unidades espalhadas pelo País, mas os antigos pontos de venda acabam apresentando uma série de deficiências. Entre elas estão poucos funcionários por loja, longas filas no caixa e empregados mal treinados.

 

Fonte: Valor Econômico