31/07/12 - Kirin gostou do que viu

 

No início de junho, a Kirin Holdings Investments Brasil, controladora da Schincariol, sondou o Grupo Petrópolis, dono da cerveja Itaipava. A japonesa, conforme fontes ligadas à multinacional, gostou do que viu e agora já considera a compra da terceira maior cervejaria do país. A fusão também seria uma alternativa.

Mas um possível negócio entre as duas não será fechado com facilidade. A Kirin, depois da aquisição da Schincariol, leva nas costas US$ 13,931 bilhões em dívidas. Já a Petrópolis é investigada por suspeita de sonegar R$ 600 milhões em impostos estaduais. Oficialmente, nenhuma das empresas comenta o assunto.

 

A investida de Adriano

Essa não é a primeira vez que a Schincariol se interessa por uma aquisição - ou até mesmo por uma fusão com a Petrópolis. Em junho de 2010, Adriano Schincariol, que detinha 51% da cervejaria, chegou a propor uma negociação com Walter Faria, controlador da Petrópolis. Mas a conversa não foi adiante. Depois disso, Adriano decidiu-se por vender a empresa, comprada pela Kirin por R$ 6,5 bilhões.

 

Fonte: O Estado de S. Paulo