Referência em franchising, a premiada rede restaurantes Água Doce mantém mais de 80 estabelecimentos no Brasil

alt

A garagem de uma casa no interior de São Paulo – este é o cenário que vem à mente de Delfino Golfeto quando pensa no ponto de partida de seu negócio, hoje, sucesso em nove estados brasileiros. A jornada começou em 1990, em Tupã (SP). Nascia, de forma singela, a Água Doce Aguardenteria. Em um pequeno balcão improvisado, Delfino, formado em Agronomia e especialista em açúcar e álcool, servia cachaças e coquetéis, além de contar com a “boa mão” da esposa, Silvia Maria, para a preparação dos quitutes.

Dois anos depois, rebatizada como Água Doce Cachaçaria, era inaugurada a primeira franquia da marca, fruto do interesse de um cliente de levar o conceito do restaurante para Ourinhos (SP). Foi aí que Delfino começou a estudar o processo de franchising. “Naquela época tinham muitas pessoas vindas do Japão, que acumularam capital e queriam investir. Conhecemos esse pessoal e dali saíram muitos franqueados”, conta. Em apenas 12 meses, surgiram 12 lojas, consolidando a rede e apresentando ao mercado um investimento promissor.

Com 81 unidades e capacidade média para 180 pessoas, a rede, que em 2010 passou a se chamar Água Doce - Sabores do Brasil, preza pela padronização das receitas em todas as casas. “Nosso sabor é inconfundível. Tenho que ter certeza que nosso cliente vai comer um escondidinho em Boa Vista/RR e, se for para Santa Maria/RS, será o mesmo sabor. Esse é o segredo para o sucesso, nossa preocupação constante”, alega Delfino, exemplificando com o prato líder de vendas. O escondidinho é tão popular no restaurante que deu início ao projeto Rei do Escondidinho, nova marca de franquias do empresário, lançada em 2017.

A rede também tem a inovação como uma filosofia de negócio. Novos pratos e coquetéis são criados de acordo com os feedbacks dos clientes. Algumas receitas, que não entram no cardápio, são ensinadas em pequenos vídeos postados na página do Facebook “Doce Minuto”. No menu de bebidas, uma variedade considerável de cachaças é ofertada. Cada loja dispõe, em média, de 100 rótulos, incluindo seis de marcas próprias: Tiradentes, Água Doce, Javali, Doce Trago, Coqueirão e Melzinho.

Os estabelecimentos da rede também conquistam os clientes pela estrutura e serviços oferecidos. Em 2005, a Água Doce implementou o Doce Cantinho, uma área voltada para o conforto e entretenimento seguro das crianças, onde monitores qualificados cuidam dos pequenos, dando mais liberdade para os responsáveis aproveitarem os momentos no restaurante. No espaço, as crianças contam com brinquedos, filmes, dinâmicas e brincadeiras. “Hoje um dos fatores de decisão para onde a família vai é aonde a criança quer ir. E na Água Doce, ela sabe que tem um lugar só para ela. Temos muito compromisso e cuidado para que tudo aconteça da melhor maneira possível”, declara Delfino.

Um toque de criatividade é um diferencial para o espaço: os gibis Turma Doce Cantinho. O objetivo desta iniciativa é oferecer entretenimento com temas educativos como cidadania, a preservação do meio ambiente e o combate ao preconceito. Os enredos das histórias são construídos com cinco personagens infantis criados pela equipe de comunicação da rede. Os clientes não pagam pela utilização desse espaço.

alt

Referência em franchising

As ações da Água Doce geram bons frutos. A rede é reconhecida pelo bom trabalho desempenhado tendo conquistado vários prêmios ao longo dos anos, dentre eles o Destaque Franchising (2010) e Franqueador do Ano (2013), concedidos pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Em abril deste ano, receberam também o 14º Selo de Excelência da ABF, de forma consecutiva. “O Selo reflete o investimento da rede em infraestrutura e o apoio irrestrito ao nosso franqueado. Preciso saber que eles vão seguir esse amor pelo negócio”, comenta Delfino. "O que me levou a investir foi a transparência do negócio como um todo. Não tem milagre", conta o franqueado João Luiz, da unidade de Cotia (SP). Ele reforça que a retaguarda de treinamentos e serviços oferecidos pela rede é excelente, dando o suporte necessário até para os investidores com menos experiência.

“Não busco enxergar a dificuldade, e sim, oportunidade. Precisamos surpreender nossos clientes todos os dias para que eles voltem sempre e tragam mais pessoas. A cada elogio que alguma unidade recebe é um sentimento de realização. Quando inaugura uma loja e vejo o brilho nos olhos dos franqueados me fortaleço. Realizo sonhos todos os dias”, complementa João Luiz. Para se tornar um franqueado da rede, o investimento inicial é de R$365 mil.


Serviço:
Água Doce – Sabores do Brasil 
www.aguadoce.com.br


Fonte: Revista Bares & Restaurantes, edição 121. A entrevista está disponível na íntegra na versão impressa.

Para assinar a revista, clique  aqui.