20/07/12 - Obra de arte gastronômica

 

Alta do segmento no Brasil inspira chefs na finalização do prato

O mercado da gastronomia está aquecido em todo o país. É o que revela a pesquisa da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, a Abrasel, que aponta que o brasileiro gasta, em média, 30% da sua renda anual com alimentação fora de casa. E para despertar o apetite dos vorazes consumidores, os grandes chefs de cozinha passaram a valorizar, ainda mais, a apresentação dos pratos.

Fazer o cliente comer primeiro com os olhos é uma prática seguida à risca pelos chefs, mas o sabor de toda essa arquitetura deve atender as expectativas. A chef curitibana Manu Buffara diz que a finalização dos pratos se tornou um dos grandes diferenciais da alta gastronomia. “A apresentação é a primeira impressão do cliente. É a forma que o chef expressa seus sentimentos no prato, o que ele quer passar e seus sabores, aromas e texturas”, explica a proprietária do Restaurante Manu, em Curitiba.

O chef Sandro Duarte, professor da escola de gastronomia Centro Europeu, também na capital paranaense, revela que os utensílios de cozinha usados na preparação e na apresentação têm relação direta com o resultado final dos pratos. “Os equipamentos utilizados na execução correta dos alimentos são elementos fundamentais. Para finalizar, é preciso escolher uma louça interessante, que irá emoldurar a produção”, explica.

 

Para o renomado chef Alex Atala, dos premiados restaurantes Dalva & Dito e D.O.M, em São Paulo, a alquimia e o grau de atenção a cada detalhe no preparo do prato fazem a diferença na hora de servir.

No último Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes, Atala apresentou um lindo creme de graviola decorado com flores para a sobremesa. Ele contou os segredos do prato, passo a passo, e criou o efeito “fumaça” apenas com gelo e bicarbonato de sódio.

 

Confira algumas dicas dos chefs para deixar as refeições ainda mais interessantes:

- Observe a possibilidade de receitas diferentes para alimentos iguais, variando o tipo de corte e o método de cocção;

- Evite uma sequência com alimentos na mesma característica como, por exemplo, utilizar somente alimentos cozidos ou assados;

- Evite também a repetição de alimentos iguais nos pratos;

- Varie os sabores e contrastes com iguarias doces, salgadas, picantes e ácidas;

- Evite pratos monocromáticos e a repetição de cores;

- Observe as texturas dos alimentos que compõem os pratos.

 

Fonte: Portal Uai