19/07/12 - Boas e más notícias para a Coca no Brasil

 

Depois de constatar que o suco de laranja importado do Brasil continha carbendazim, um fungicida proibido nos Estados Unidos, a Coca-Cola suspendeu a importação do produto, em dezembro do ano passado, e transferiu a produção para a Flórida. Com a troca, ganhou um custo adicional de 12 milhões de dólares nos primeiros meses do ano, segundo balanço divulgado pela companhia.

Segundo a FDA, órgão americano, o uso do produto teria aumentado o risco de tumores no fígado de animais. Como os EUA são o principal destino do suco de laranja brasileiro, o país também proibiu o carbendazim, em fevereiro, após carregamentos do suco terem sido barrados pelas autoridades norte-americanas.

 

A Coca alcançou resultados positivos também. No último trimestre, o crescimento do volume de bebidas vendidas no país subiu 6%, acima dos 4% registrados globalmente. No mesmo período, a performance da Coca caiu 5% na Europa Central e nos países nórdicos.

Segundo a empresa, os brasileiros consomem, em média, 54 litros da bebida por ano, enquanto a média mundial é de 21,6 litros.

 

Fonte: Exame