Cozinha robotizada foi criada por graduados do MIT, no estado americado de Massachussets

alt


Um novo restaurante em Boston promete fazer sua comida em três minutos — ou menos. Criado por Michael Farid, Brady Knight, Luke Schlueter e Kale Rogers, enquanto ainda estavam na faculdade, a casa, batizada de Spyce, traz um novo conceito de gastronomia. Entram em cena os robôs.

Graduados no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e conhecidos como os "Spyce Boys", os fundadores foram inspirados por suas experiências como estudantes-atletas famintos com orçamentos apertados. A cozinha robótica do restaurante é projetada para preparar a comida, cozinhá-la e até mesmo limpar a sujeira deixada, segundo o Business Insider.

Para Michael Farid, a proposta foi criar uma maneira nova e eficiente de cozinhar alimentos. A cozinha robótica serve saladas e grãos, com opções de tigelas vegetarianas, veganas e sem glúten. Você faz o pedido em um quiosque eletrônico onde atualmente são oferecidas sete opções. Uma tela exibe seu pedido enquanto a cozinha robótica começa a funcionar.

Tudo é automatizado com exceção de um único humano na cozinha, responsável por adicionar os molhos escolhidos pelos clientes. Os bowls são vendidos US$ 7,50 cada. "Desde o humilde início no porão da nossa fraternidade, desenvolvemos um protótipo que realmente provou que poderíamos construir algo que criasse refeições deliciosas e de alta qualidade", diz Brady Knight.

Com foco na qualidade dos alimentos e da preparação, os fundadores recrutaram o chef com estrela Michelin, Daniel Boulud, para ser o diretor de culinária do Spyce.

Segundo o chef Daniel Boulud, com o novo sistema, decobriu-se que a cozinha robótica traz precisão, consistência, sabor e também frescura à preparação. "Eu precisava vir para Boston". Agora fica o questionamento: os robôs também são o futuro da indústria alimentícia?

Fonte: Época Negócios