Semana Santa, São João e Festival de Inverno estão sendo estudados

A queda do endividamento das famílias e o aumento da taxa de otimismo são apontadas pela Abrasel em Pernambuco como responsáveis pelos bons números do setor no carnaval. Segundo André Araújo, presidente da Abrasel no estado, o mercado está mais otimista, o que significa mais investimento. Ele salientou que a ideia agora é interiorizar a Arena para outras importantes festividades.

"O empreendedor aporta mais capital, abrindo oportunidades, como, por exemplo, mais empregos. Isso gera um maior grau de satisfação nas pessoas, que passam a consumir mais. A roda da economia funciona dessa forma. É a soma da parte técnica, dos investimentos, com a expectativa das pessoas. Quem move as empresas é a população", diz.

Segundo ele, pesquisas de satisfação realizadas pela Abrasel em Pernambuco durante o carnaval deste ano apontam que mais de 90% do público aprova os serviços oferecidos. O grau de satisfação quase alcança a nota máxima. Rede hoteleira teve ocupação de 97% durante a folia em Pernambuco.

Foi a 11º edição do evento, com 11 restaurantes. Eles movimentaram aproximadamente R$ 350 mil, valor que representa um crescimento de 25% comparado à edição de 2017. Em sete dias de funcionamento, mais de 35 mil atendimentos foram realizados, o que significa cinco mil atendimentos por dia. O setor de bares e restaurantes registrou um aumento médio de 15% no período, em comparação com o carnaval do ano passado.



Fonte: JC Negócios