2ª edição do evento que reúne grandes chefs e especialistas da gastronomia nacional e internacional acontece em Manaus, organizado pela Abrasel em parceria com Sebrae e Governo do Estado

alt

O perfume da priprioca, as folhas de jambu, barras de guaraná, bolinhas de açaí, frutas como cupuaçu, taperebá, graviola, bacuri e pupunha, tambaqui, rapadura e a mandioca nas mais diversas formas. Embarque numa viagem pelo incrível mundo de aromas, cores e sabores da gastronomia amazônica, que Manaus oferece nos dias 24, 25 e 26 de novembro, no Centro de Convenções do Amazonas – CCA, no horário das 15h às 21h.

Trata-se da Feira Internacional da Gastronomia Amazônica – FIGA, que realiza a segunda edição com o objetivo de gerar conhecimento, fomentar, resgatar e preservar a gastronomia amazônica – considerada por muitos, como o crítico José Carlos Capel, idealizador do Madrid Fusion, “a próxima revolução culinária do mundo”.

É de lá que vêm os ingredientes mais exóticos e pouco divulgados. Eles poderão ser conhecidos na feira, que vai apresentar durante três dias mais de 100 estandes, entre rodada de negócios, praça de alimentação, palestras e aulas-show, que são o ponto alto do evento.

Grandes nomes da cozinha, como o francês naturalizado brasileiro Laurent Suaudeau, Ana Luiza Trajano (SP), Guga Rocha (AL), Manu Buffara (PR), Denise Rohnelt (RR), além do peruano Matias Cilloniz ensinarão os segredos da arte que dominam, enquanto outros craques, como o paraense Fabio Sicilia, o paulista Cesar Adames e a espanhola Elvira Viedma farão palestras.

Aulas gratuitas

Laurent dividirá as caçarolas da abertura do evento na sexta-feira, 24, às 15h, com a chef e pesquisadora Maria do Céu Athayde, considerada a verdadeira embaixadora da culinária amazônica. Também participarão outros chefs do Amazonas, como Debora Shornik, Conde Aquino, Hiroya Takano, Dedé Parente, Milton Rôla, Luciana Felicori, além do catarinense Felipe Schaedler, apaixonado pela exuberância da maior floresta tropical do mundo e estudioso dos cogumelos nativos. Ele comanda a cozinha de dois restaurantes em Manaus: Banzeiro e Moquem.

Responsável pela realização do evento a Abrasel do Amazonas buscou parceria no governo do estado, como a Amazonastur, e empresas privadas para levar renomados chefs a Manaus e garantir que toda a programação tenha acesso livre. Estudantes de gastronomia, nutrição, jornalistas, empreendedores, produtores artesanais e amantes da gastronomia formam o público.

Casa de farinha

Outro ponto de destaque será a exposição da identidade gastronômica dos municípios, que vão mostrar seus produtos com vistas à comercialização dos insumos regionais, culinários e artesanais, como mais uma oportunidade para promover e divulgar os atrativos turísticos e culturais dessas cidades. Participarão os municípios de São Gabriel da Cachoeira, Novo Airão, Manacapuru, Parintins, Maués, Borba e Careiro Castanho.

Já os municípios Uarini, Tefé, Maraã e Alvarães levarão a casa de farinha, na qual a simples raiz de mandioca brava se tira três produtos: a farinha, o tucupi e a tapioca. Os ingredientes amazônicos estão cada vez mais na mira dos grandes chefs do mundo. Conhecer a diversidade com que eles se apresentam é um prato cheio para os amantes da boa mesa.

Fonte: Blog Liana Sabo