O formato segue a nova regra de trabalho intermitente


O grupo Sá Cavalcante está recebendo grande procura de candidatos para as 70 vagas de emprego para trabalho intermitente em redes de fast food, oferecidas na semana passada. As vagas já seguem as novas regras trabalhistas, que entrarão em vigor no próximo dia 11.

Segundo a assessoria, até essa segunda-feira (30), haviam sido recebidos 1.100 currículos. As vagas são para o Bob’s, Spoleto, Balada Mix e Choe’s Oriental Gourmet, para jornadas de 5 horas aos sábados e domingos e pagamento de R$ 4,45 por hora – e mais os encargos trabalhistas. O formato segue a nova regra de trabalho intermitente, que diz que o pagamento pela hora de trabalho não pode ser menor do que a hora equivalente do salário mínimo. O Decreto 8.948/2016, que aprovou o atual salário mínimo (R$ 937), determina que o valor/hora é de R$ 4,26.


Nos últimos dias, as vagas tiveram grande repercussão em veículos de imprensa nacionais, pelos valores oferecidos. Em nota, a assessoria do Grupo Sá Cavalcante informou que busca novos funcionários que hoje não trabalham por estudarem e, com a escala intermitente, passam a poder trabalhar aos finais de semana e ter uma renda para auxiliar sua família no pagamento dos estudos. “Cem por cento das vagas anunciadas visam aumento de quadro, para gerar melhor atendimento aos nossos clientes nos finais de semana, onde temos uma demanda triplicada”, diz a nota.


Em nota, o Spoleto informou que o franqueado, que tem autonomia na gestão de suas políticas laborais, agiu de forma precipitada e não alinhada com a marca e os mais de 360 restaurantes no Brasil. “Ficamos muito tristes com a publicação do anúncio. Embora a lei permita esse tipo de contratação, desautorizamos nosso franqueado a adotar esse modelo em nossos restaurantes e estamos juntos buscando uma solução para o problema”, diz trecho da nota. Procurado, o Bob’s não retornou para a reportagem. A reportagem sobre contratações com base na nova lei anunciando as vagas para receber R$ 4,45 por hora foi publicada no jornal A Tribuna na última terça-feira (24).

Fonte: A Tribuna