25/06/12 - Fórum debate o futuro da alimentação fora do lar no Brasil

 

Durante o evento, serão apresentados cases de grandes empresas e um estudo inédito sobre o setor

Tendo em vista o momento de expansão do setor de alimentação fora do lar, com grandes investimentos e novas redes chegando ao Brasil, a consultoria GS&MD – Gouvêa de Souza realiza pelo terceiro ano consecutivo o Fórum Food Service Brasil. De acordo com pesquisa da Apas (Associação Paulista de Supermercados), as despesas com alimentação fora do lar cresceram 26,6% em 2011, na relação com 2010.

O evento acontecerá no dia 29 de junho em São Paulo e o tema deste ano será “Perspectivas para um novo mercado”. Executivos de empresas como Spoleto, Alsea, Pernod Ricard, Makro, Unilever e AM/PM irão contar suas experiências e apresentar cases, tendências e novos rumos de um dos segmentos que mais cresce no Brasil.

Keynotes internacionais também estarão presentes no evento, além da TECHNOMIC, consultoria referência em Foodservice nos EUA e parceira da GS&MD, que irá apresentar as projeções da indústria para 2013 e mostrar as tendências do mercado norte-americano. Myra Foster, da Sealed Air, líder mundial em segurança alimentar e de proteção para alimentos, irá expor diferentes soluções para o Food Service.

 

Estudo exclusivo

Luiz Goes, sócio sênior da GS&MD – Gouvêa de Souza, irá apresentar o estudo “Alimentação fora do Lar na Visão do Consumidor Brasileiro 2012”, que teve 1200 entrevistados nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre.

Trata-se de uma atualização do estudo já realizado em 2010, que tem como objetivo entender o comportamento, as percepções e as relações do consumidor que se alimenta fora do lar. Foi analisado o comportamento e hábitos do consumidor, suas percepções, motivadores, canais utilizados para delivery (seja por televendas, físico, e-commerce etc.), frequência, qualidades e atributos no processo de escolha, interação com diferentes formatos de PDVs, principais canais de informações, ticket médio, determinação de gastos, entre outros.

De acordo com o estudo apresentado em 2010, o mercado de Food service praticamente dobrou de tamanho em apenas 5 anos, passando de 96 bilhões em 2005 para 181 bilhões em 2010. Entre os atributos que definem a qualidade foram constatados o sabor, higiene e aparência da comida, tendo o preço como última colocação. Além disso, foi verificado que, no Brasil, os consumidores pedem no mínimo uma vez por semana alimentos por delivery.

A versão completa do estudo realizado em 2012 será apresentada durante o Fórum Food Service Brasil.