Cadastro Positivo, Plano Progredir, Novo Refis e reforma trabalhista estiveram na pauta


alt

Presidentes e executivos das entidades que formam a Unecs estiveram reunidos na manhã da última terça-feira (24), em Brasília. Na pauta, assuntos como o novo Refis, o Cadastro Positivo e a entrada em vigor da lei que moderniza as relações de trabalho.

O documento final do protocolo de intenções referente ao Plano Progredir foi assinado por todos os dirigentes da entidade. A Unecs foi convidada pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, para apoiar e fomentar ações para a geração de empregos para famílias de baixa renda, que estão inscritas no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.

Honório Pinheiro, presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e coordenador da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs), disse que o Cadastro Positivo colocará o Brasil na rota dos países modernos. “Ele traz mais modernidade e celeridade nos processos de concessão de crédito”, declarou.

A ampliação do Cadastro Positivo está na pauta do Senado Federal e, de acordo com o coordenador da Unecs, vale a pena acompanhar. George Pinheiro, presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), declarou estar acompanhando a discussão e anunciou a distribuição de um folder, no Congresso Nacional, em favor da causa. “Iremos distribuir o documento, assinado por quatro entidades, a deputados e senadores para que eles tenham a dimensão do quanto esta medida é importante para o nosso setor”, disse.

A ampliação do novo Refis para abrigar, também, as micro e pequenas empresas, um esforço feito pelo Sebrae, também entrou na pauta desta manhã. É que ainda há a possibilidade desta ampliação ser vetada pelo presidente Michel Temer, antes do dia primeiro de novembro, quando haverá a sanção tácita da medida. Os presidentes da Unecs não acreditam no veto, mas acompanharão de perto.

Os presidentes também acompanharão de perto as decisões da Justiça do Trabalho após a entrada em vigor da lei da reforma trabalhista, em 11 de novembro. Por não concordarem com algumas mudanças na legislação, alguns juízes têm se manifestado contrariamente e se posicionado desta forma em audiências de cunho laboral.

III Fórum CNDL 

A noite da terça-feira deu continuidade aos eventos em prol do empreender no Brasil, com o incício do III Fórum Nacional do Comércio. Empresários e representantes políticos se reuniram para dar inicio ao evento que irá discutir o papel do varejo para a retomada do crescimento.

alt

Foto: Marcelo Maia, Secretário de Comércio e Serviços do MDIC; Honório Pinheiro, presidente da CNDL e coordenador da UNECS e Paulo Solmucci, presidente da Abrasel


Durante a abertura do Fórum, o presidente da CNDL e coordenador da UNECS, Honório Pinheiro, destacou a importância das discussões que o evento propõe para o crescimento econômico e para a transformação brasileira. “Desejamos que os debates desse evento possam inspirar um movimento de mobilização”, afirmou.

O evento conta com a presença de presidentes de FCDLs e CDLs de todo o Brasil, além do ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Dyogo Oliveira, e o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg. Paulo Solmucci, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, uma das associações que compoem a UNECS, também esteve presente. 

Nesta manhã (25), os relatores das reformas trabalhista, previdenciária e tributária estão reunidos no Fórum. Com o tema “As reformas estruturadoras para um Brasil Novo”, o debate é comandado pelo jornalista Heraldo Pereira e pelo presidente da CNDL e coordenador da UNECS, Honório Pinheiro.

Para continuar acompanhando o evento, cadastre-se no aplicativo "III Fórum CNDL" e acompanhe em tempo real todos os momentos:

- Google Play: https://goo.gl/XD18PT
- App Store: https://goo.gl/ZsqbF1



Fonte: CACB e CNDL