Quase metade dos empreendimentos têm de um a cinco funcionários, revela pesquisa


Invenção tipicamente brasileira e bastante popular entre os consumidores, os estabelecimentos que adotam o atendimento do tipo self-service, ou comida por quilo, representam a maior parte dos restaurantes de pequeno porte no Brasil. De cada dez restaurantes, seis adotam o sistema de self-service, de acordo com pesquisa inédita do Sebrae. O levantamento revela que 61% dos estabelecimentos trabalham como a modalidade de atendimento self-service em algum momento do dia, sendo que 47% atendem exclusivamente com esse tipo de serviço.

Esse é um modelo brasileiro, uma característica muito nossa. Além da praticidade, o público quer ter a sensação de pagar exatamente pelo que consome. Não é só para o consumidor de de baixa renda. São restaurantes para perfis diferentes, para gostos e necessidades distintas — disse Ana Clévia, gerente da unidade de Comércio e Serviços do Sebrae.

A pesquisa revela ainda que as empresas são predominantemente familiares, de micro e pequeno portes. Um exemplo é a quantidade de funcionários presentes em todas as etapas da operação do negócio: 49% dos empreendimentos possuem de um a cinco funcionários. A maioria (96%) trabalha com loja própria e 86% dos entrevistados afirmaram ter apenas um negócio.

O levantamento aponta também que os negócios estão instalados, em sua maioria, em lojas físicas (64%). Mas tem crescido a quantidade de lojas virtuais. Segundo a pesquisa, 12% possuem loja virtual, sendo e 2% usam exclusivamente essa forma de comercialização. E metade das empresas (49%) realiza entrega em domicílio. Para Adílson Sidnei Auler, dono de um restaurante em Brasília, o modelo de self-service é mais fácil de trabalhar. — É muito mais rápido, gira mais. O movimento é maior, gira muito mais rápido. E hoje todo mundo tem pressa, quer comer rápido — disse Auler.

Fonte: O Globo