Serviço tem atraído estabelecimentos independentes, que tiram proveito da exposição aos clientes da Amazon e à experiência da empresa com entregas


A Amazon.com poderá em breve entregar hambúrgueres da Shake Shack e burritos da Chipotle na casa dos consumidores americanos a fim de se expandir no crescente mercado de entregas de restaurantes. A titânica empresa de comércio eletrônico vem trabalhando para encontrar a maneira ideal de entregar alimentos há pelo menos uma década. Agora que conta com uma base importante no setor de supermercados, com a aquisição da Whole Foods Market por US$ 13,7 bilhões, a Amazon tenta se expandir para o negócio de restaurantes. A Amazon se uniu a uma empresa chamada Olo, que oferece tecnologia para pedidos e pagamentos digitais a 200 marcas de restaurantes com cerca de 40.000 unidades nos EUA, potencialmente oferecendo acesso à Amazon a uma série de pedidos de entrega. Buca di Beppo, que administra cerca de 90 restaurantes italianos, é o único cliente da Olo até o momento a afirmar publicamente que utilizará o Amazon Restaurants.


O mercado de alimentos dos EUA, que soma US$ 1,5 trilhão, está quase igualmente dividido entre supermercados e restaurantes. As entregas de alimentos atraem a Amazon devido à frequência dos pedidos, que colocaria a empresa em contato constante com os consumidores e a ajudaria a coletar informações valiosas a respeito de suas preferências, mesmo ganhando pouco ou nada com as transações individualmente. A Amazon criou um serviço de entregas de restaurantes em uma hora em Seattle em 2015 e vem expandindo-o a outras cidades dos EUA. O serviço tem atraído estabelecimentos independentes, que tiram proveito da exposição aos clientes da Amazon e à experiência da empresa com entregas, mas não seduziu muito as grandes redes.


Fonte: Bloomberg