27/07/2017 - Setor de comércio e serviços planeja ações para os próximos anos

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Presidente da Abrasel participa de reunião realizada em Brasília

 

 

Construir o protagonismo da entidade para um Brasil novo, ampliar a representatividade alinhada com os interesses do setor e fortalecer a sustentabilidade financeira: esses foram alguns pontos destacados na reunião realizada, nesta quarta-feira (26), em Brasília. O evento reuniu presidentes das entidades da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (UNECS) para a construção do planejamento estratégico 2017-2018.

Para a construção dessa importante ferramenta de gestão que traçará as diretrizes de trabalho e a linha de atuação da UNECS para os próximos anos, a entidade contou com a consultoria da Fundação Dom Cabral (FDC).

Para o coordenador da UNECS e presidente da CNDL, Honório Pinheiro, já era tempo de estabelecer uma linha de ação bem fundamentada nas principais demandas do setor. “Queremos sair desse encontro com um norte para fazer um Brasil novo. Um Brasil que reconheça as atividades de um setor que produz, emprega e arrecada impostos. Sabemos dos desafios que vivemos, mas sabemos também que é possível realizar”, destacou Pinheiro.

A formatação do planejamento estratégico da UNECS permitirá a definição da missão, visão e valores, além das ações estratégicas de cada área como financeiro, administrativo, comunicação e secretaria.

Segundo o professor da Fundação Dom Cabral, Valdemar Barros, é preciso que a UNECS realize o exercício do pensamento estratégico permitindo que todos trabalhem em função de um direcionamento claro e que possibilite prosseguir com pautas de interesses comuns e específicos, relevantes das associações. “Sem dúvida esse é o grande benefício de discussões como essas que permitam que todos possam usufruir de um momento de alinhamento, coesão e clarificação de projetos estruturadores que contribuirão para um Brasil novo”, avaliou o professor.

Para o presidente da ABAD, Emerson Destro, a construção da ferramenta de gestão é de fundamental importância. “Vamos construir juntos o modus operandi da atuação da UNECS, que já vinha trabalhando de forma unificada. O planejamento estratégico visa termos uma única voz e uma única forma de atuação”, destacou Destro.

Já o presidente da Abrasel, Paulo Solmucci, considera que a elaboração de um planejamento estratégico possibilita um alinhamento mais concreto das entidades,  que também têm suas singularidades.

 

 

“O alinhamento estratégico é um dos pontos cruciais para o sucesso de uma entidade, principalmente no caso da UNECS que reúne sete instituições representantes de setores que, embora correlatos por serem ligados ao setor de comércio e serviços, têm suas peculiaridades e desafios próprios”, ressaltou Solmucci.

De acordo com o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, o encontro representa um marco inicial de um trabalho fundamental para as próximas ações da UNECS. “A Alshop entende que o planejamento estratégico é fundamental para que a gente tenha ações coordenadas também junto com a frente parlamentar, no sentido de agilizar o processo e contribuir cada vez mais para a retomada do crescimento no país”, pontuou Sahyoun.

Na visão do presidente da CACB, George Pinheiro, as ações futuras ganham clareza com o planejamento. “Estamos no momento exato de iniciarmos um trabalho de ponta e estratégico para que nós possamos pensar a UNECS do amanhã”, concluiu.

Representando o presidente da ANAMACO, Cláudio Conz, o presidente do Conselho Diretor e Deliberativo da instituição, Marcos Gabriel Atchabahian, relembrou os objetivos fundamentais da UNECS. “Há quase três anos atrás, sete entidades resolveram se unir em torno de objetivos comuns, unindo forças para buscar maior espaço e protagonismo. Dentre outras conquistas, conseguimos implantar a modernização trabalhista, o que nos motiva cada vez mais, a continuarmos pensando nas ações para o futuro”.

Já o vice-presidente do Conselho Consultivo da ABRAS, José Humberto Pires, representando o presidente da associação, João Sanzovo, reforçou que a UNECS nasceu de uma necessidade comum reconhecida pelas entidades do comércio e serviços. “Esta convergência de interesses nos levou aonde estamos hoje: um dia dedicado a discussão, criação e encontro de convergências de temas comuns para que seja criado o planejamento estratégico da entidade. Precisamos continuar fortes e unidos para que seja perene o trabalho da UNECS”, reforçou.

Está previsto para o dia 16 de agosto mais um encontro com o objetivo de dar continuidade ao trabalho de estruturação do planejamento estratégico.

 

Fonte: In Press Oficina