04/07/2017 - Ingressos para o 7º Rio Gastronomia começam a ser vendidos na sexta-feira (7)

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Evento será no Pier Mauá, em agosto

Panelas e paladar já estão a postos e em contagem regressiva para a 7ª edição do Rio Gastronomia, o maior evento do gênero do país, que acontece entre os dias 4 e 13 de agosto nos Armazéns 3 e 4 do Píer Mauá. A ocupação do espaço, com direito a vista para a Baía de Guanabara, repete a receita de sucesso do ano passado, com aulas de chefs renomados, mais de 50 estandes de restaurantes e bares premiados, food-trucks e food-bikes, além de atividades infantis, shows, mercado de pequenos produtores e feira de cachaças do Estado do Rio.

Para garantir lugar na festa, é bom ficar atento: os ingressos começam a ser vendidos na próxima sexta-feira, exclusivamente no site www.riogastronomia.com.br. Ano passado, 40 mil pessoas passaram pelos Armazéns 3 e 4, e, este ano, a expectativa é que ainda mais gente aproveite o melhor da gastronomia carioca.

— Teremos mais de 50 estabelecimentos, entre bares, restaurantes, food-trucks e pequenos produtores do Estado do Rio, reforçando ainda mais nossa preocupação em fomentar o segmento da gastronomia, principalmente em um ano difícil para o setor — diz Andressa Amaral, coordenadora de projetos especiais da Infoglobo, que acredita que mais de 50 mil pessoas passarão pelo local. — Queremos mostrar o que a gastronomia carioca tem de melhor, criar um ambiente leve e de alegria.

O Rio Gastronomia, uma realização O GLOBO, é apresentado pelo Sistema Fecomércio RJ, por meio do Sesc e Senac, com patrocínio master de Santander e Claro e patrocínio de Brahma Extra e Pão de Açúcar. O evento tem ainda o apoio de Água Mineral São Lourenço, Azeite Andorinha, Oster, AirFrance e Orfeu como café oficial e parceria com Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes (SindRio).

Um dos pontos altos do evento, as aulas com chefs este ano prometem. Além de um time de peso de cozinheiros que atuam na cidade, a programação traz dois convidados internacionais: o chef argentino Francis Mallmann, à frente da tradicional uruguaia Bodega Garzón, e o francês Jean-Paul Bondoux, que dará uma aula especial sobre suas receitas de família. Craques de outros estados, como Jefferson Rueda (da badalada Casa do Porco Bar, em São Paulo) e Cesar Santos (da tradicional Oficina do Sabor, em Olinda) também engrossam a lista, que inclui, entre outros, Roberta Sudbrack (com aulas sempre concorridíssimas), Ludmila Soeiro (do Zuka) e o mixologista Igor Renovato (do Garoa).

 

Vai acabar em pizza

Quem também está no cardápio é Pedro Siqueira, chef do Puro e do Massa, que, junto com padeiro Marcos Cerutti, da S.P.A Panne, dará uma aula sobre pizza. Pedro já adianta que irá resgatar o modo tradicional de comer pizza, com as mãos.

— A gente vai mostrar que a pizza, no Brasil, ficou parada por muito tempo, o prato não evoluiu. Todo mundo fazia uma massa qualquer, e o que foi considerado importante durante muito tempo foi o recheio. As bordas também roubaram a cena por um tempo — explica Pedro.

O chef quer resgatar o modo tradicional de produção e de consumo da pizza napolitana.

— Vamos dar ênfase à produção da massa, com tempo de maturação certo, que traz aquela leveza para a massa. Teremos também um molho para molhar a borda. Eu costumo dizer que a borda é para molhar o bico — brinca o chef, já veterano no evento.

Katia Hannequim, especialista em gastronomia árabe, e Ghabi Pao, da Casas Pedro, farão uma viagem pelo mundo dos temperos na aula com o tema “Rota das especiarias”.

— Acho muito bacana para o carioca um evento desse porte, com variedade gastronômica e também contato com diversos chefs. Gosto de passar o conhecimento sobre a minha culinária para as pessoas, para que elas aprendam a utilizar as especiarias de forma correta. Compartilhar um pouco da minha história e de tudo que aprendi ao longo dos anos é algo que adoro fazer — diz Katia, que participa pela segunda vez do evento.

Além das aulas — que quase sempre incluem provinhas para o público participante —, também estão programadas atividades infantis e o lançamento do livro “Tô frito” (Rocco), da crítica de gastronomia do GLOBO, Luciana Fróes, e da jornalista Renata Monti.

Além de aprender segredos de liquidificador de cozinheiros importantes, o Rio Gastronomia também é uma oportunidade para provar as receitas de alguns dos restaurantes mais badalados da cidade a preços acessíveis. E nesta edição tem uma novidade de dar água na boca: todos os participantes terão o Prato Rio Gastronomia, num valor fixo de R$ 20.

Entre as casas que terão uma filial no Píer Mauá durante o evento estão Lasai, CT, Puro, Laguiole, Meza Bar, Da Bela, Casa do Sardo, Tenkai, Gula Gula, e Aconchego Carioca. Do lado de fora dos armazéns, às margens da Baía de Guanabara e tendo o Museu do Amanhã como pano de fundo, ficarão estacionados food-trucks e food-bikes. Delfina, Steak Me, Frites, La Carioca, Berliner Haus, Orienthai e Hell’s Burguer são alguns dos que têm presença garantida. Isso sem falar no Bar do David, vencedor do Comida di Buteco, e no quiosque Clássico Beach, vencedor do concurso Sabores da Orla.

 

Compras saborosas

Sucesso em todas as edições do evento, a Feira de Produtores continua firme e forte, com 17 estandes de conservas doces e salgadas, mel, queijos e embutidos, entre outros artigos feitos por produtores rurais do Estado do Rio. Já a Feira da Cachaça tem dez representantes.

Desde 2004 criando cabras em Paraíba do Sul, o produtor Rômulo Capdeville, de 48 anos, participa pela quarta vez do Rio Gastronomia. Ele conta que começou sua produção com duas cabras e hoje tem mais de 80.

— Vou levar o queijo boursin, que é cremoso, feito com leite fresco, e chèvres, bolinhas de queijo com azeite, pimenta-rosa ou ervas — adianta o produtor

O cardápio é variado, e, para embalar o vaivém entre um quitute e outro, a programação sempre conta com shows. Entre os nomes já confirmados para esta edição estão Moacyr Luz e o Samba do Trabalhador (no dia 6), a cantora Mart’nália (dia 10) e o cantor Rodrigo Lampreia (dia 13).

 

 

Fonte: O Globo