07/04/2017 - Parceria entre Abrasel e Prefeitura de Belém cria escola para profissionalizar pescadores das ilhas da cidade

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Na última semana , representantes da Abrasel visitaram a Escola para conhecer a estrutura

 

"As pessoas tinham muito preconceito com a profissão de pescador e muitos deles, nunca tinham se aperfeiçoado ou ido a uma empresa para saber como fazer um processamento”, conta Paulo Rodrigo Cruz, 18 anos, aluno do curso de Técnica de Recursos Pesqueiros, da Escola de Pesca, da Fundação Escola Bosque.

Paulo e os demais alunos do curso moram em comunidades ribeirinhas dos distritos de Outeiro e Mosqueiro e serão beneficiados pela Escola Técnica de Gastronomia, projeto fruto da parceria entre a Prefeitura de Belém e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no Pará.

“Ações que incentivam a qualificação não só de pescadores, mas de todos nós, ribeirinhos, fazem com que a gente seja inserido no mercado de trabalho", avalia o aluno Paulo, que é filho de agricultores da ilha de Mosqueiro. “Aqui, a gente tem experiências incríveis. Eu to pensando em aplicar as técnicas que adquiri aqui, para fomentar o trabalho da minha família”, planeja.

Com a parceria, o setor pretende aproveitar a formação dada pela fundação e aproximar a escola do mercado consumidor, gerando emprego e renda para a população ribeirinha. A ideia, segundo a Funbosque é abrir as portas de Belém para o mundo por meio da culinária local. A presidente da Funbosque, Meg Parente, explica que todos os envolvidos contribuem de forma positiva para o curso.

“A população que vive nas ilhas já é detentora de um conhecimento muito rico, mas quando aperfeiçoado, eles poderão levar nossa cultura adiante e, com isso, ter perspectivas melhores”, declarou Meg. “A gente espera que esse sonho se concretize e que a gente consiga alcançar a população levando desenvolvimento em forma de cultura e gastronomia”.

A Escola de Ensino Fundamental e Médio “Casa Escola da Pesca”, é vinculada à Fundação Escola Bosque, da ilha de Outeiro. A instituição oferece Educação de Jovens e Adultos (EJA) – modalidade destinada aos jovens e adultos que não tiveram acesso ou não concluíram os estudos nos ensinos Fundamental e Médio – integrada à educação profissional.

Na última sexta-feira (31), representantes da Associação de Bares e Restaurantes estiveram na Escola de Pesca, para conhecer a estrutura local. “Esta escola já conta com cozinha e laboratório que, a partir deste projeto, serão direcionados para o desenvolvimento de produtos para serem absorvidos pelo mercado local. Nós iremos trazer as demandas de mercado, e o perfil do produto. E aqui na escola, os alunos irão desenvolver as técnicas de acordo com as especificidades para devolver ao mercado”, explicou o diretor da Abrasel, Fábio Sicilia.

Ainda de acordo com Fábio, o objetivo é a integração. “Queremos unir ações isoladas e fazer com que estes alunos sejam produtores e comecem a atender a demanda do mercado. O local é surpreendente, o que precisa é potencializar”, concluiu.

 

Fonte: Agência Belém