27/03/2017 - Abrasel participa de ação para atestar rigor de inspeção em frigorífico de Cuiabá

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Comitiva se mobiliza para tentar diminuir possíveis impactos da Operação “Carne Fraca”

 

 

Entidades do agronegócio e representantes dos restaurantes e churrascarias de Cuiabá realizaram uma visita a uma planta frigorífica em Várzea Grande na última quarta (22). O objetivo da ação foi demonstrar a segurança sanitária dos produtos e esclarecer a população sobre os processos rigorosos aos quais a carne mato-grossense é submetida.

Os representantes de pecuária se mobilizam para tentar diminuir possíveis impactos da Operação “Carne Fraca” que foi deflagrada pela Polícia Federal em seis estados e mais o Distrito Federal no dia 17 de março. Apesar de não ter nenhuma planta investigada no Estado, o setor receia enfrentar complicações como, por exemplo, queda nas vendas.

A visitação aconteceu no frigorífico Frigosul e contou com representantes do Sindicato Rural de Cuiabá, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no Mato Grosso, donos de churrascarias, representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) e veículos de imprensa.

O presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Jorge Pires, explicou que essa foi uma oportunidade para deixar claro como todas as exigências nacionais e internacionais de controle sanitário são respeitadas. “Mato Grosso é o segundo maior exportador do país. São cerca de 6 milhões de cabeças por ano abatidas. Todos nós que estamos no setor sabemos em detalhes como funciona essa cadeia, ao contrário do público comum, muitas vezes. Então, nossa ideia é esclarecer como todo esse trabalho é feito de maneira séria e comprometida”, pontua.

Jorge afirma que a oportunidade foi positiva e que ele espera que a população não deixe de consumir os produtos de origem animal. Ele ainda realizou uma convocação para o público no próximo final de semana. “No próximo domingo, nós pedidos que a população faça um churrasco entre os familiares e compartilhe esse momento com todos. Nós defendemos que a carne é parte essencial da nossa vida e está presente em vários dos momentos mais felizes da nossa vida, como essas ocasiões em família”, defendeu.

O gerente da unidade Frigosul em Várzea Grande Jorge Brandão explica que, por enquanto, nenhum efeito mercadológico foi sentido em relação à operação. “Na verdade, nós estamos abatendo na mesma quantidade, tudo está normal. E estamos trabalhando para mostrar como todos podem ter confiança nos nossos produtos”, disse.

Ele afirma que a inspeção federal realizada em Mato Grosso é robusta e que ações como essa servem para mostrar que a carne mato-grossense tem valor. “Não merecemos ser tratados da maneira como fomos expostos. O setor todo não pode responder pelo erro de alguns”, argumenta.

 

Fonte: RD News