05/06/12 - Como se preparar para a feira de franquias

 

ABF Franchising Expo, que ocorre de 13 a 16 de junho em São Paulo, será a maior feira do setor no mundo. Especialistas dão dicas de como se organizar para não se perder nas opções

O Brasil desbancou a França e vai realizar, neste ano, a maior feira de franchising do mundo. Até 2011, o evento de Paris figurava no topo do ranking, mas foi ultrapassado pela ABF Franchising Expo, que promete reunir 470 expositores entre os dias 13 e 16 de junho em São Paulo.

O tamanho robusto do evento – a previsão é movimentar R$ 400 milhões em negócios – pode se tornar um labirinto para os empreendedores menos preparados. Mas, com algum planejamento, quem ensaia uma estreia no setor de franquias pode ter uma grande chance de se aproximar das marcas e conhecer as peculiaridades do mercado durante a feira.

 

Antes de se aventurar pelos corredores da exposição, a dica é se preparar. Especialistas ouvidos pelo site Pequenas Empresas & Grandes Negócios dizem que o negócio é investir algumas horas de trabalho antes de chegar à feira para tirar mais proveito da visita.

Veja abaixo o roteiro preparado com a ajuda deles para você aproveitar melhor o evento:

 

ANTES

 

DEFINA O PERFIL

Para Adir Ribeiro, sócio-diretor da Praxis Education, é preciso fazer uma autoanálise do perfil do investidor antes de iniciar as pesquisas. “A franquia já não pode mais ser encarada como um plano B, mas sim como um plano A. O negócio toma tempo e energia”, diz.

O empreendedor precisa pensar no cotidiano da operação antes de definir o ramo de atuação que pretende investir, diz Luiz Henrique Stockler, consultor da ba}Stockler. “Não é porque alguém gosta de comer chocolate que vai gostar do dia a dia de uma loja de chocolates.”

 

GUIE-SE

Há alguns guias no mercado que ajudam o empreendedor a definir a opção de investimento - a publicação “500 Franquias para Você Investir”, da Pequenas Empresas & Grandes Negócios, chega às bancas no dia 13 de junho. “Pegue um guia e, com uma caneta vermelha, risque aquilo que você jamais faria”, diz Stockler.

Ribeiro sugere que o interessado olhe também para o ramo de atividade em que pretende investir. “Faça uma pesquisa, veja quais são as principais redes naquele setor, se é sustentável e o nível de concorrência.”

Além disso, é preciso riscar as opções que têm o investimento inicial acima da possibilidade do empreendedor e as franquias que têm planos de expansão para regiões aonde você não quer ir.

 

DURANTE

 

PROGRAME-SE

Um único dia é pouco para visitar todas as opções na feira. “O ingresso vale pelos quatro dias do evento. É bom aproveitar e se programar para ir a pelo menos dois dias”, diz Ricardo Camargo, diretor executivo da ABF.

“É preciso 30 minutos, no mínimo, para ter uma boa exposição no estande”, diz Ribeiro. Para ele, o ideal é ir primeiro naquelas franquias em que se está bastante interessado e no segundo dia se permitir uma visita mais espontânea, parando nas marcas que chamarem mais a atenção.

 

CUIDADO COM O IMPULSO

Tenha cautela com as promoções e o discurso de vendedor de que a oportunidade é imperdível. “A Lei Brasileira do Franchising prevê um período de dez dias entre a assinatura da circular de oferta de franquia e o contrato. É um intervalo importante para estabelecer a confiança com o franqueado”, diz Camargo.

 

DETALHE AS INFORMAÇÕES

No encontro, é bom passar a limpo as informações pesquisadas. Certifique-se sobre o valor do investimento, peça mais detalhes sobre as áreas de expansão e solicite uma relação de lojas para, mais tarde, visitar e conhecer as franquias.

 

ATUALIZE-SE

Além da feira, há eventos paralelos com palestras e cursos a R$ 10 que podem ser uma boa oportunidade para refletir sobre a decisão de investimento. A programação está disponível no site do evento.

 

DEPOIS

 

VISITE

Depois da feira, procure agendar uma visita à sede da empresa. “Muitas vezes, quem atende nos estandes são profissionais mais juniores. É importante conhecer as pessoas que decidem e saber quais são os planos de expansão da marca”, diz Stockler.

 

CONVERSE COM OUTROS FRANQUEADOS

Com mais tempo, procure visitar franquias em funcionamento e conversar com outros empreendedores que estão à frente dos negócios da rede. “É importante saber o nível de satisfação dos outros franqueados”, diz Ribeiro.

 

Fonte: PE&GN