20/01/2017 - 4% dos brasileiros mudaram de emprego no 2º semestre de 2016, diz pesquisa

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

6% mudaram para uma atividade diferente e 18% continuam na mesma função. Índia e Malásia lideram entre os países com mais mobilidade

 

Pesquisa da Randstad, multinacional holandesa de recursos humanos, mostrou que 24% dos brasileiros trocaram de emprego no 2º semestre de 2016. O índice se aproxima da média global, que chega a 22%.

Desse total, 18% afirmaram estar desempenhando a mesma função, porém em outra empresa, e 6% fizeram um giro total na carreira. Há um ano, o Brasil registrava 21% de trânsito de profissionais entre as companhias.

Hong Kong (24%) e Estados Unidos (26%) são os países que tiveram resultados mais semelhantes ao do Brasil e se posicionam entre as que apresentaram maior nível de mobilidade, lideradas por Malásia (29%) e Índia (36%). Na edição do ano passado, este grupo, composto pelos mesmos países, já aparecia na ponta da lista.

Na outra ponta do ranking estão Luxemburgo e Hungria, com 8%. Na América Latina, o Brasil é que tem o índice mais alto. Chile aparece com 19%, México com 11% e Argentina com 10%.

De acordo com as pesquisas, a média global de transições de emprego era de 15% no primeiro trimestre de 2010. Os índices foram crescendo até chegar ao pico de 25% em 2016.

 

Fonte: G1