12/01/2017 - Após 'Brexit', Jamie Oliver pretende fechar seis restaurantes

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Depois de plebiscito, chef afirma que aumento nos preços e incertezas tornaram o mercado mais difícil na Inglaterra mas pretende expandir a rede no exterior

 

 

Famoso por seus programas de culinária na TV, o Chef inglês Jamie Oliver anunciou que vai fechar seis de seus 42 restaurantes na inglaterra. Os motivos são o aumento dos custos de importação e as incertezas econômicas motivadas pelo "Brexit", como ficou conhecida a decisão dos ingleses de abandonarem o bloco do Euro em plebiscito no ano passado.

Oliver vai fechar unidades de seu Jamie's Italian em Aberdeen, Exeter, Cheltenham, Richmond, Tunbridge Wells e Ludgate Hill, vizinha a Catedral de St Paul no final do primeiro trimestre do ano.

"Assim como quase todos os donos de restaurantes, esse é um mercado difícil e as pressões e incertezas que seguiram o Brexit tornaram as coisas ainda mais duras", disse Simon Bladgen, que comanda a rede de restaurantes Jamie Oliver.

O fechamento vai afetar cerca de 120 empresários, menos de 5% do total empregado pela rede atualmente, com 42 restaurantes no Reino Unido e 36 no exterior, incluindo dois no Brasil, no bairro paulistano do Itaim Bibi e na cidade de Campinas.

Blagden disse que uma combinação de aumento nos custos de ingredientes, treinamento de funcionários e uma queda na demanda, motivida pela crise local, tem forçado o fechamento de restaurantes.

No âmbito internacional, no entanto, a rede pretende colocar em curso um plano de expansão. São esperados 22 novos restaurantes nos próximos meses, todos tocados com parceiros locais, exatamente como aqui no Brasil.

 

Fonte: Estadão