11/01/2017 - Empresários estão mais otimistas

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

O Brasil ocupa a 11ª posição entre os países mais otimistas

 

 

Os empresários brasileiros estão mais otimistas em relação aos negócios para os próximos 12 meses, de acordo com estudo International Business Report (IBR), realizado e divulgado pela auditoria e consultoria Grant Thornton.

No geral, o levantamento avaliou a expectativa de 2.600 líderes de mercado em 37 economias. Aqui no Brasil, o otimismo chegou a 59% no quarto trimestre do ano passado, crescimento de 14 pontos em relação ao período imediatamente anterior e maior índice desde os últimos três meses de 2012, quando o resultado estava em 77%.

Quando se considera a média anual, o crescimento foi de 42 pontos percentuais, passando de -15% para 27%. Em 2007, ano em que o levantamento foi realizado no Brasil pela primeira vez, o otimismo era de 47%, chegou a 71%, em 2010 e 2012, e entrou em declínio nos anos seguintes: 32% (2013), 27% (2014) e -15% (2015). "O aumento no otimismo é um ponto positivo que pode ter refletido uma luz no fim do túnel quanto ao fim das grandes incertezas no futuro. Quando se tem maior estabilidade econômica e as regras do jogo são mais claras os riscos podem ser melhor mitigados, tornando o ambiente mais predisposto a investimentos", destaca Daniel Maranhão, sócio líder da área de consultoria e auditoria da Grant Thornton.

De acordo com Maranhão, os pontos que podem ter levado os empresários a se mostrarem otimistas nas respostas foram a aprovação da PEC do teto dos gastos públicos; a tendência de baixa dos juros; as perspectivas do fim da impunidade e o início de conversa sobre a reforma da previdência para 2017.

Além disso, ele aponta algumas medidas tomadas no fim de 2016, tais como aprovação da mudança na consolidação das leis do trabalho, redução dos juros de cartão de crédito, liberação de saque do FTGS de contas inativas e o pacote de medidas microeconômicas.

No ranking geral, o Brasil subiu três posições, saltando da 14ª para 11ª colocação entre os países mais otimistas, empatado com a Alemanha e à frente dos Estados Unidos (13º).

 

Fonte: DCI