21/11/2016 - Unecs entrará com ação no Cade contra práticas anticompetitivas no setor de cartões

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

O pedido será protocolado ainda esta semana e tem respaldo na atuação crescente dos bancos no setor de adquirência

 

 

A União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs) entrará com uma ação no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) contra práticas anticompetitivas do setor de cartões, de acordo com Paulo Solmucci, membro da entidade e presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). O pedido será protocolado no dia 23 de novembro e tem respaldo na atuação crescente dos bancos no setor de adquirência, liderado pela Cielo, de Bradesco e Banco do Brasil, e Rede, do Itaú Unibanco.

A queixa será apresentada pela Unecs, mas representa sete entidades. Além da Abrasel, a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), a Associação Nacional de Materiais de Construção (Anamaco), a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) e a Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (ABAD).

A Unecs vai entrar com a ação no Cade um dia antes da realização de um evento sobre o futuro do mercado dos meios de pagamentos, em Brasília, e que contará com porta-voz do órgão antitruste. Na visão de um analista, o evento contribui para divulgar a ação das entidades contra o setor de cartões.

“Devido a disso, vemos o ruído regulatório aumentar nos próximos dias, o que para nós é apenas mais uma razão para evitar a Cielo por enquanto”, avalia Henrique Navarro, analista do Santander, em relatório ao mercado.

Na última sexta-feira (18), as ações da Cielo operaram no vermelho ao longo do pregão e fecharam em queda de 1,82%, cotadas a R$ 29,12. Em contrapartida, o Ibovespa subiu 0,32%, aos 59.961,76 pontos.

 

Fonte: Estadão