24/05/12 - A estratégia dos grandes: Habib´s expande e chega ao varejo pelos produtos congelados

Linha de doces e salgados mostra de que maneira a gigante da alimentação está estruturando o futuro da companhia

Prestes a completar 25 anos no mercado, a rede de fast-food árabe Habib´s decidiu apostar em um novo mercado e entrar de vez no varejo. Consolidada como a segundo maior franquia em faturamento no ramo de alimentação, a marca agora aposta na diversificação e em novos mercados para atrair consumidores e aumentar a disputa com o primeiro colocado no setor, o Mc Donald´s.

Há pouco mais de um mês, a rede lançou de forma discreta em grandes redes de supermercados a linha de doces e salgados congelados Habib´s Gourmet, que já nasceu estruturada para se tornar um novo braço do Grupo Alsaraiva — detentor das marcas Habib’s, Ragazzo e Box 30. E a partir de abril vai incrementar o cardápio com um novo sanduíche ancorado no principal lançamento da Disney Marvel em 2012, o filme ‘Os Vingadores’, com o objetivo de aumentar o apelo com o público jovem e a competitividade com outras grandes redes de fast food.

Com 407 lojas em operação, espalhadas por 17 estados mais o Distrito Federal, e uma venda anual de 600 milhões de esfihas, o Habib’s é hoje um importante player do mercado brasileiro de alimentação, que vem crescendo de forma expressiva nos últimos anos. Só os paulistanos gastam quase R$ 800 milhões com refeições - incluindo café da manhã, almoço e jantar.

Nesta terça-feira, 27, a rede anunciou algumas estratégias que vai adotar neste e nos próximos anos. Confira quais são e saiba o que a sua empresa pode aprender com elas.

 

Expansão para o varejo

O principal destaque da estratégia da empresa para este ano é o lançamento de uma nova linha de doces e salgados congelados para o varejo. Lançada em fevereiro, a linha batizada de Habib´s Gourmet começou a ser comercializada em supermercados de São Paulo e, desde o fim do mês passado, quando a empresa firmou uma parceria com o Walmart, está sendo vendida em todo o Brasil.

O projeto vem sendo estruturado há cerca de um ano e segundo o fundador da marca, Alberto Saraiva, surgiu do pedido dos próprios consumidores na sua central de atendimento. “Alguns dos nossos produtos, como o bolinho de bacalhau, tiveram muito sucesso e os clientes não se conformavam de não poder levar o produto para consumir na hora em que quisessem em casa. Como só o delivery não atende a demanda, nós desenvolvemos essa linha”, explica.

Ao ouvir o seu consumidor e colocar à disposição dele um canal de comunicação, o Habib’s conseguiu colher subsídios de uma fonte confiável para inovar e apostar sem medo em um novo mercado já se mostrava atraente para a empresa. “Era uma oportunidade que visualizamos por causa da nova configuração e do aumento da renda das famílias, que tem feito a venda de produtos congelados crescer dois dígitos há cinco anos” , afirma o diretor de produção e logística da empresa, Mauro Augusto Saraiva.

Essa é a segunda incursão da empresa no varejo, que já comercializa a linha de sorvetes Portofino nos supermercados. É a primeira, porém, com a marca Habib´s, antes rejeitada pelas grandes redes. Para facilitar a aceitação do produto e a concorrência com marcas já estabelecidas, o Habib’s apostou primeiro em itens pouco comuns entre os congelados mais vendidos no mercado.

Os primeiros três lançamentos da linha Habib´s Gourmet são o bolinho de bacalhau, empada de palmito e o pastelzinho de Belém. Em até seis meses, a marca ampliará esse mix para coxinhas de frango com queijo cremily, kibes, lasanha e nhoque. As esfihas, por enquanto, devem ficar de fora. “A massa da esfiha é fresca e perde a qualidade congelada. Se a gente for lançar esfiha congelada, será com massa folheada. A tradicional continuará a ser vendida apenas nas lojas”, diz Saraiva.

A expectativa da empresa é vender 10 milhões de unidades por mês e incrementar o faturamento da rede em 30% já em 2012. Para isso, aposta mais uma vez em sua política de preços baixos. A ideia é comercializar cada caixa, que possui de seis a dez unidades de cada item, pelo preço original da loja, em média, R$ 0,85 a unidade. Mas Saraiva também sabe que só o preço não basta. “Se você come um produto e não gosta, não vai voltar a consumi-lo. Sabemos que há uma série de características para fazer um negócio ou produto dar certo, como o ambiente, a apresentação, a qualidade e a variedade, para atender a diferentes gostos”, diz.

 

Conquista do público jovem

De olha na poderosa classe C, as redes de fast food iniciaram uma verdadeira guerra de preços nos últimos anos, lançando cardápios com preços promocionais e entrando em um terreno até então explorado com folga pelo Habib’s. Apesar de possuir um mix amplo de produtos, o Habib’s ainda possui uma linha de sanduíches pouco popular em relação aos produtos da concorrência.

Na tentativa de inverter esse jogo, a rede apostou em uma parceria com a Disney Marvel para o lançamento de um novo sanduíche inspirado no filme “Os Vingadores”, com estreia prevista para o fim de abril. O sanduíche ‘Vingador’ será comercializado nas lojas de 02 de abril a 31 de maio. Para despertar a atenção dos jovens, porém, a rede teve que apostar em um diferencial. Optou por desenvolver um sanduíche gourmet preparado na hora e um hambúrguer de carne fresca . O tamanho é outro destaque: o lanche tem 14 centímetros de diâmetro.

O preço segue a linha mantida pela empresa, até 30% menor do que a média do mercado. A parceria ainda inclui uma série de brindes, como dvd´s e bonecos dos personagens do filme, que vão acompanhar o cardápio infantil.

Com o lançamento, a empresa espera se aproximar mais do público jovem. “O jovem quer comer bem, muito e gastar pouco, porque nessa fase ou ele recebe mesada ou tem um trabalho que ainda não é tão bem remunerado”, afirma Saraiva. “Conquistar o jovem é fundamental em uma empresa que se mantém anos no mercado, porque depois que ele cresce, vai levar seus filhos e família para frequentar aquele estabelecimento também”, diz.

 

Ponto comercial

Para padronizar sua produção, o Habib´s criou uma cadeia verticalizada de fornecimento, que inclui a Promilat, de laticínios, a Arabian Bread, de pães, massas e doces, a Ice Lips/Portofino, de sorvetes e sobremesas, as agências de propaganda e turismo PPM e Bib´s Tur, o escritório de arquitetura Vector 7, a consultoria de franquias Franconsult ea consultoria imobiliária Plannej.

Além de reduzir os custos da empresa, essa estrutura permite que as empresas de Saraiva sofram menos com problemas como a escassez e o encarecimento dos pontos comerciais da cidade. “É uma dificuldade que existe e para qual devemos estar preparados. Existe sim uma dificuldade por causa do aumento do preço, mas por ter uma equipe focada nisso, quando surge uma boa oferta somos os primeiros a saber”, diz.

 

Sucessão

Saraiva completa 60 anos em 2013, mesmo ano que o Habib´s completa 25 anos. Preocupado com o processo de sucessão, o empresário vem promovendo há cerca de dois anos uma reorganização na estrutura da companhia para abrir capital e criar um conselho de administração. “A empresa está sendo profissionalizada o máximo possível, para que possamos considerar fazer um IPO (oferta inicial de ações)”, diz. O Habib´s também tem sido sondado por fundos de investimento, mas Saraiva diz não ter interesse nesse tipo de negociação.

Sua estratégia de crescimento sempre foi baseada no uso de recursos próprios. “Nosso endividamento é zero e não admitimos nem que nossos franqueados utilizem algum tipo de crédito para abrir uma unidade. Acredito que dessa forma a empresa cresce de forma mais saudável e fica mais preparada para lidar com imprevistos”, diz.

 

Fonte: Estadão