06/09/2016 - UNECS prevê medidas que ampliem o emprego e o consumo

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Representantes da União Nacional das Entidades de Comércio e Serviços participaram de painel no último sábado (3) para discutir novos rumos para o País; presidente executivo da Abrasel, Paulo Solmucci Júnior, esteve presente

 

 

Os representantes da União Nacional das Entidades de Comércio e Serviços (UNECS) debateram sobre os novos rumos do Brasil durante painel realizado na 55ª Convenção Nacional do Comércio Lojista, no último sábado (3), em Salvador. O presidente executivo da Abrasel, Paulo Solmucci Junior, foi um dos conferencistas.

"Há grande convergência de propostas da UNECS e o novo governo, com enorme respaldo da Frente Parlamentar do Comércio e Serviços. Temos indicativos de que importantes medidas serão colocadas em prática em breve, e a primeira iniciativa que esperamos é a aprovação da Lei do Trabalho Intermitente, que pode gerar mais de 5 milhões de novos empregos no setor de comércio e serviços do País", afirma Fernando Yamada, coordenador da UNECS e presidente da Abras.

Apesar do cenário econômico desafiador para todos os setores do comércio (cada presidente da UNECS, presente ao debate, fez comentários específicos sobre seu setor), há grande otimismo no empresariado de que as reformas estruturais (Trabalhista, Fiscal e da Previdência) sejam levadas adiante por esse novo governo.

No painel, mediado pela jornalista Cristiana Lôbo, da GloboNews, também participou o deputado federal Rogério Marinho, presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (Frente CSE). Na oportunidade, Marinho defendeu a realização da reforma política e a modernização da legislação trabalhista brasileira.

O parlamentar aproveitou ainda para cobrar uma maior participação da classe empresarial do país no sistema político. "O estado brasileiro hoje é refém das corporações. Todos os dias nos corredores do Congresso há enorme procissão de sindicatos, carreiristas de Estado, que estão lá com passagens e diárias pagas para pressionar deputados. Mas eles não representam a totalidade do Brasil", disse.

 

Mais educação

Falando do tema do Congresso "Educar e construir novos rumos", o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, ressaltou a importância no investimento na educação, especialmente dos jovens que vão construir esse novo Brasil, e se mostrou otimista com os resultados do congresso. "Esperamos fomentar negócios que oportunizem a classe lojista do Brasil e proporcionem o crescimento das empresas, indústrias, instituições e prestadores de serviços que tem interesse no segmento, incluindo empresários de todo o território nacional e de alguns países da América do Sul", disse.

Os presidentes das instituições que compõem a União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (UNECS), que participaram do debate foram: Fernando Yamada, presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Honório Pinheiro, presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), José do Egito, presidente da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad), Paulo Solmucci, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Nabil Sahyoun, presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), George Pinheiro, presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresarias do Brasil (CACB) e Geraldo Cordeiro, presidente do Conselho da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), além do deputado federal pelo PSDB-RN e presidente da Frente Parlamentar Mista de Comércio e Serviços - CSE, Rogério Marinho.

 

Fonte: Com informações da Abras