24/08/2016 - Boulevard Olímpico ganhará 26 quiosques duplos

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Orla Conde, que reuniu multidões nos Jogos, abrigará três grandes eventos até o fim do ano

 

 

Transformada em Boulevard Olímpico, a Zona Portuária viveu dias movimentados durante os Jogos, como principal ponto de encontro do público que podia assistir às competições de graça em telões e a shows — apenas no último sábado, dia 20, recebeu um milhão de pessoas. E a festa não acabou. A partir de hoje, toda a estrutura montada com a participação de artistas de rua, caminhões de foodtruck, balão e bungee jump volta a ser aberta ao público. A festa segue até o fim da Paralimpíada (7 a 18 de setembro), cujas provas também serão transmitidas ao vivo no local. Em meio a esse clima festivo, as autoridades discutem o futuro da área. Além de criar mais moradias para a região, o desafio agora será manter, com segurança e conforto, o movimento de frequentadores na recém-descoberta Orla Conde.

Até o fim do ano, já existe uma programação consolidada. Após a Paralimpíada, a Orla Conde será palco de três outros eventos até o fim do ano. O primeiro, o ArtRio, acontece de 28 de setembro a 2 de outubro, nos armazéns 2, 3 e 4. Realizada desde 2011, a feira reúne obras das principais galerias de arte do país e do mundo. Na última edição, mais de 50 mil pessoas passaram pelo local. Dez dias depois do ArtRio, o Mondial de La Bière vai ocupar os armazéns, com cerca de 120 expositores e mais de mil rótulos de cervejas especiais para degustação. De 12 a 16 de outubro, os apreciadores de cerveja poderão se aventurar em novos sabores, aromas e texturas. Os organizadores estimam receber cerca de dez mil visitantes por dia.

 

RIO GASTRONOMIA NO PORTO

Finalmente, o ano de atividades no Porto termina com o Rio Gastronomia, entre 4 e 14 de novembro. Pela primeira vez em seis edições, a feira será realizada no Píer Mauá, trazendo chefs renomados, receitas especiais, aulas, palestras e degustação de petiscos. Após esse último evento, os armazéns 2 e 3 passarão por obras para abrigar bares e restaurantes permanentes, formando um polo gastronômico na Zona Portuária, com inauguração prevista para o primeiro trimestre do ano que vem. Os armazéns 4 e 5 continuarão reservados para embarque e desembarque de passageiros. E o armazém 1 abrigará o YouTube Space, área com estúdios, estações de edição e salas para cursos e workshops, previsto para abrir também em 2017.

O secretário municipal de Turismo, Antônio Pedro Figueira de Mello, não descarta que o espaço possa ser incorporado também, como área alternativa, ao réveillon de Copacabana: "Por enquanto, ainda é um sonho. Mas poderíamos, por exemplo, ter uma queima de fogos na Ponte Rio-Niterói. E, depois, uma cascata de fogos na estrutura. Seriam visíveis da Zona Portuária", acrescentou o secretário.

Entre os planos para atrair frequentadores está a instalação de quiosques duplos em 26 pontos da Orla Conde, entre a Praça da Candelária (onde permanecerá a pira olímpica) e o Armazém 8. Os contratos com os operadores serão fechados diretamente com a concessionária Porto Novo, encarregada de manutenção do espaço, por meio de uma Parceria Público-Privada.

O presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto (Cdurp), Alberto Gomes, explicou que os modelos de quiosques ainda estão sendo estudados. "Na Olimpíada, houve uma movimentação excepcional, que não serve de parâmetro para a ocupação futura. O espaço vai precisar de novos elementos. Talvez instalemos mais bancos, bicicletários e bicicletas para aluguel", disse Gomes.

A questão de segurança também está sendo analisada. Com o fim dos Jogos e a saída dos turistas, o policiamento volta à responsabilidade do governo estadual, que hoje mantém na região soldados do 5º BPM (Praça da Harmonia). A área também é patrulhada pela Operação Centro Presente (uma parceria público-privada), iniciada em julho, com 360 agentes. Já a Marinha informou ontem que poderá ajudar na segurança, junto ao I Distrito Naval, nos dias de maior movimento. Mas, para o estado, o maior desafio será conter o aumento do número de ocorrências verificado antes dos Jogos. Entre janeiro e junho, os roubos a transeuntes cresceram 19,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Para especialistas, um dos motivos é a carência de efetivo da Polícia Militar. O batalhão local, além do Boulevard, é responsável pelo patrulhamento de outras áreas de intensa vida noturna, como Lapa e Santa Teresa. Em nota, a PM explica que reajustará o policiamento “de acordo com as demandas" e manterá o patrulhamento com viaturas e motos.

 

Fonte: O Globo