01/08/2016 - Em Belém, empresários apostam nas olimpíadas para aumentar lucro

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Empresários ampliam infraestrutura para receber torcedores

 

 

De olho na chegada das Olimpíadas, os empresários do setor de bares e restaurantes de Belém vêm investindo nos estabelecimentos para atrair a clientela que pretende acompanhar as disputas e torcer pelo Brasil. "Vamos colocar uma TV a cabo para aumentar ainda mais o público da gente e tentar atrair mais a galera para uma cachacinha, uma cerveja gelada", conta Antônio Souza, gerente de um bar localizado no bairro da Campina, que promete estar com tudo pronto até o dia 5 de agosto.

A aposta do Sindicato de Bares, Hotéis e Restaurantes de Belém é que o fluxo de clientes aumente em até 70% durante os 19 dias de competição dos Jogos Olímpicos. "O futebol e o vôlei, masculinos e femininos, são modalidades esportivas que atraem muito público para os bares. Futebol não precisa nem dizer que é a paixão nacional. A expectativa de medalha das duas seleções dentro de casa é altíssima, então, vamos torcer para que a gente consiga empolgar o torcedor para vir à rua e torcer junto com o país", afirma o presidente do sindicato, Fernando Soares.

O proprietário de uma churrascaria no bairro da Campina também espera ansioso pelo aumento do número de clientes. "A gente espera que possa aumentar com os turistas, inclusive nessa semana a gente andou recebendo muitos franceses aqui em Belém. Se o Brasil chegar e ganhar a medalha olímpica, que é inédita pra gente, podemos fazer  uma happy hour, uma promoção, colocar um telão", prevê o empresário Daniel Gurgel.

E os amantes dos esportes olímpicos já estão na expectativa e planejando como irão assistir aos jogos. "Tem que ter cerveja gelada, tira-gosto e pessoas agradáveis para a gente conversar", declara Dufles Araújo, gerente de loja. Para o empresariado, o evento esportivo é o momento ideal para driblar a crise econômica. "O Brasil ganha medalha e a gente, dinheiro", prevê Gurgel.

 

Fonte: G1 - Pará