13/04/2016 - A eloquência da paz

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

ARTIGO

 

Por Rodrigo Freire Aragão, presidente da Abrasel no Distrito Federal

 

A chamada Lei do Silêncio vem para aproximar os moradores da capital da República. Não separar e jogar uns contra os outros. Por isso queremos pensá-la como lei do bom som.

Contrariar essa afirmação é apostar na discórdia, na cizânia, no distanciamento forçado entre vizinhos, amigos, parentes. Gente que há anos se protege sob o guarda-chuva do bom convívio de repente estaria sofrendo ataques de malquerença, para perturbar esse sonho brasiliense de que, aqui, o Brasil veio para encontrar-se, amalgamar-se para produzir um lugar de paz e harmonia.

O sonho de dom Bosco, materializado por JK. Não é isso o que queremos. Pelo contrário, a Abrasel e as demais entidades representativas do setor de lazer, turismo e entretenimento querem fazer o impossível para que a serenidade volte a reinar entre as partes. Entre todas as partes.

Autoridades, empresários, moradores, donos de estabelecimentos, trabalhadores, igrejas, fiéis, clientes, enfim, todas as almas que povoam a noite no exercício de honesto ganha pão.

Aos empresários cabe moderação no apoio à produção artística; aos artistas obedecer; aos clientes não fazer mais barulhos depois que deixam os estabelecimentos; aos moradores paciência e memória de tempos em que também frequentavam a noite. Às autoridades cabe o cumprimento da lei, a organização do que estiver fora da ordem, a compreensão do sentimento humano e eleitor, sem priorizar a impulsividade dos burocratas reacionários ao prazer.

É hora de união. No momento em que o país se divide em tenebrosas e dogmáticas posições, Brasília pode dar o exemplo de amor e não de ódio. Ele passa pelo apoio e aprovação do substitutivo dos deputados Ricardo Vale e seus colegas Júlio Cesar e Rodrigo Delmasso. Em sintonia fina, mesmo de partidos diferentes. Governo, igrejas, empresários cumprem suas tarefas.

O acordo em torno desse projeto é a materialização de um exemplo. O exemplo eloquente da paz.

 

Fonte: Abrasel no DF