12/04/2016 - Bares e restaurantes, moradores e PM se mobilizam para o aumento da segurança em bairro da capital mineira

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Minas Gerais (Abrasel) esclarece que, diferente do que destacou um portal de notícias da capital mineira, os bares e restaurantes do bairro de Lourdes não vão fechar mais cedo. O que haverá é uma mobilização para o cumprimento de um acordo para utilização de mesas e cadeiras nas calçadas em horário reduzido.

Vigente desde 2011, o acordo entre a Abrasel e Associação dos amigos da Praça Marília de Dirceu e Adjacências (Amalou), tem como objetivo principal a redução de ruídos e a melhoria da convivência com a vizinhança.

Neste sentido, o acordo sugere a utilização de mesas e cadeiras nas calçadas em horário reduzido, sendo: domingo - até meia noite; segunda a quinta-feira - até 00:30; sextas, sábados e vésperas de feriado - até 1:00. Após estes horários o atendimento continua no ambiente interno.

Em recente reunião, os comerciantes da região ratificaram a importância do cumprimento deste acordo, já que a redução do horário de utilização das mesas e cadeiras do lado externo também contribui com a segurança dos clientes.

Além disso, foi estabelecida a Rede de Comerciantes Protegidos do bairro de Lourdes e criado um grupo para a troca de informações sobre segurança em tempo real entre empresários com a participação da Polícia Militar.

Em relação às medidas de segurança, a Abrasel orienta os bares e restaurantes a investirem em câmeras e circuito interno de TV e alerta suas equipes e clientes a ficarem atentos aos seus pertences como bolsas e celulares.

 

Fonte: Abrasel em Minas