30/03/2016 - Abrasel na Paraíba: ainda mais tempero social nas Cozinhas Comunitárias

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Em parceria com a prefeitura, utilizam-se os espaços e equipamentos disponíveis para cursos de culinária básica a moradores das periferias

 

 

Uma parceria entre a Abrasel na Paraíba e a Prefeitura Municipal de João Pessoa tem viabilizado a oferta de cursos de culinária básica a moradores de comunidades carentes da capital paraibana. Até agora, 36 pessoas já foram beneficiadas pelo projeto, que inclui aulas ministradas por um gastrônomo e visitas técnicas a feiras, bares e restaurantes. Além disso, cada associado da Abrasel que apoia a proposta apadrinha um aluno, garantindo assim, uniforme completo e estágio para o afilhado - com possibilidade de contratação ao final.

O convênio entre a Abrasel e a Prefeitura é uma forma de melhor aproveitamento da infraestrutura do projeto Cozinhas Comunitárias, uma parceria entre o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) com os municípios para garantir, gratuitamente ou a preços simbólicos, o almoço diário a pessoas em situação de insegurança alimentar. “Tivemos a ideia de transformar essas cozinhas, que já têm estrutura completa, inclusive com pessoal técnico e acesso a boas práticas, em espaços de formação, para que pessoas de comunidades carentes possam ter acesso ao primeiro emprego”, diz Paulo Amaral, presidente da Abrasel no estado.

Podem participar dos cursos maiores de 18 anos que tenham completado, no mínimo, o 6º ano do Enmia Solidária, Segurança Alimentar e Nutricional da prefeitura de João Pessoa, que acompanha o projeto de perto, aponta como o envolvimento dos donos de bares e restaurantes em uma ação social é importante. “Os empresários, por meio de sua associação, lançam um olhar para pessoas que vivem em comunidades marginalizadas, marcadas pela violência, e agem para incluí-las no processo produtivo e, sobretudo, de desenvolvimento humano”.

 

Abrasel investe cada vez mais na qualificação

A falta de mão de obra qualificada, especialmente para o setor de bares e restaurantes, é um problema a nível nacional. Paulo Amaral destaca como a falta de investimento em capacitação de pessoas é um empecilho para o desenvolvimento do país. “Se tivéssemos uma escola em cada esquina, ensinando diferentes ofícios, o cenário socioeconômico do Brasil poderia ser bem melhor”, diz.

Tanto o presidente da Abrasel quanto Lúcia Silva afirmam que a oferta de cursos nas Cozinhas Comunitárias é um projeto que não resolve o déficit no setor,mas que, sem dúvidas, é benéfico para a cidade. “Se considerarmos que estamos impactando a vida de pessoas que até então estavam à margem da sociedade, inserindo-as no mercado de trabalho e ampliando seus horizontes podemos dizer que estamos alterando consideravelmente a cidade”, diz Silva.

Em março houve a abertura da terceira turma do projeto. E no último dia 10, a Abrasel inaugurou sua própria cozinha, onde serão ministrados diversos cursos para os funcionários dos bares e restaurantes associados. Paulo Amaral conta que o teor das aulas dependerá da necessidade dos empresários, mas que já existe a ideia de abrir turmas de inglês com foco na gastronomia, dada a falta de funcionários bilíngues no setor. “Estamos com esse primeiro curso em mente, para atender a essa demanda que é muito necessária. Temos que formatar essa mão-de-obra. A ideia é que os colaboradores possam ter aulas antes de iniciar a jornada de trabalho e, como estamos na Avenida Navegantes, o coração da cidade, não tenham dificuldades no deslocamento”, finaliza.

 

Fonte: Revista Meu Negócio, Minha Vida