28/03/2016 - A tecnologia a favor da alegria despreocupada

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Aplicativos para pedir táxi pelo celular auxiliam na cadeia produtiva dos bares e restaurantes, dando maior segurança e comodidade aos clientes

 

 

Em praticamente toda mesa de amigos, o motorista da rodada é o responsável por deixar a turma em casa após o happy hour em bares e restaurantes. Hoje, para quem dirige no Brasil, a tolerância de alcoolemia no sangue é zero – a legislação mais rigorosa do mundo. Para quem não abre mão de beber quando sai com a turma, os táxis surgem como opção para a mobilidade. Atualmente, os aplicativos de smartphone facilitam essa busca por táxis, oferecendo diversas facilidades aos consumidores.

Se a dificuldade de pedir um táxi na rua desanima alguns frequentadores bares e restaurantes – pois às vezes quando o estabelecimento já se encontra fechado, a rua está deserta e o taxista aceita apenas dinheiro em espécie – os aplicativos preenchem a brecha por este tipo de demanda, pois são práticos e possuem diversos tipos de opções, como diferentes formas de pagamento, bagageiro grande, possibilidade de táxi acessível à pessoa com deficiência física, entre outros.

Funciona assim: o sistema usa o GPS do celular do usuário e encontra o táxi mais próximo de sua localização. A partir daí, são oferecidas as opções de pagamento e são encaminhadas as informações do táxi que chegará - o nome do taxista, modelo e placa do carro.

 

Ações promocionais

O Easy Taxi, disponível para Android, iOS, Windows Phone e BlackBerry, é o mais baixado do mundo e, no Brasil, realiza promoções para incentivar o consumo responsável de bebidas alcoólicas. Uma das ações permanentes da startup é realizada em São Paulo, em parceria com o banco Santander. Desde novembro de 2013, os correntistas ou consumidores que possuem cartão de crédito do banco podem solicitar um táxi, de quinta a sábado, das 20h às 6h, e pagar metade da corrida utilizando o método de pagamento cartão de crédito no aplicativo (o desconto é limitado a R$ 15,00).

Outras campanhas, a nível nacional, são feitas com frequência pelo Easy Taxi. Uma parceria com a Ambev, realizada em dezembro de 2015 ofereceu descontos de R$ 50 na corrida de táxi entre 18h e 6h, todos os dias da semana. Com o nome “Brinde, que o táxi é de brinde”, mais de 100 mil vouchers foram gerados para happy hours, festas de fim de ano, baladas e encontros entre amigos.

Foi a maior promoção realizada pela Easy Taxi no Brasil, de acordo com Maria Fernanda Albuquerque, diretora de marketing da Ambev. “Ficamos entusiasmados com a adesão à campanha e, como o objetivo da Ambev é ajudar a criar uma cultura de consumo responsável de nossos produtos, avaliaremos novas oportunidades para repetir a ação em 2016”, comemora.

A previsão é que a Easy Taxi e a Ambev repitam cerca de cinco projetos que foram realizados em 2015 e criem novas promoções. O aplicativo está presente em 350 cidades brasileiras (e em mais 30 países) e possui cerca de 120 mil taxistas cadastrados no mundo.

Outra ação que beneficiou muitos boêmios no último ano foi realizada pela 99Taxis, aplicativo que está disponível para todas as plataformas de smartphones, em mais de 300 cidades brasileiras. Criada em parceria com a Johnnie Walker, a campanha #hojenãodirijo deu desconto de R$30 para que aqueles que beberam nas noites de sexta e sábado (das 21h às 4h) pudessem voltar para a casa de táxi. A promoção foi válida até 26 de dezembro.

Para Maria Elisa de Almeida, diretora de marketing da 99Taxis, a #hojenãodirijo é mais do que uma ação ou promoção. “Está em nosso DNA a constante preocupação com os nossos usuários. Entendemos que, ao incentivarmos o consumo consciente e a mudança de hábitos, beneficiamos a sociedade como um todo”. Em 2016, os usuários podem esperar novos descontos, garante a diretora.


Os empresários também se beneficiam

O empresário Fernando Souza é um dos usuários assíduos do recurso. Há pouco tempo ele vendeu o carro e optou por andar apenas de táxi, fazendo as chamadas pelo 99Taxis ou pelo Uber – polêmica empresa norte- -americana recém-chegada ao país, que promete aos usuários transporte com “motoristas particulares”, totalmente gerido por um aplicativo. Souza é sócio do Bar Aurora, localizado em Itaim Bibi, na capital paulista, e afirma que os outros dois proprietários também aderiram à ideia. “Assim eu posso beber e voltar para casa tranquilamente e ainda reduzo os custos que teria com o carro”.

O Bar Aurora também é um dos incentivadores ao consumo responsável de álcool. Ele foi vencedor do Prêmio Sem Excesso (promovido pela Abrabe em parceria com a Abrasel), na categoria Consumo Moderado. O caso de sucesso apresentado foi um inusitado karaokê: após a apresentação, o “cantor” não recebe uma nota pelo seu desempenho no palco; em vez disso, o telão mostra a quantidade de álcool contida no sangue, medida por um bafômetro acoplado dentro do microfone. Como recompensa, os participantes recebem um vale-desconto para corridas de táxi.

O Bar Godofredo, na Asa Norte, em Brasília, é outro exemplo. Aylton Tristão, proprietário do bar especializado em cervejas especiais, trouxe um Tuk-tuk para buscar e levar os clientes em casa. Trata-se de um veículo de três rodas, muito usado em países asiáticos para transporte de pessoas. “Conheci o Tuk-tuk em uma viagem que fiz ao Peru e resolvi trazer para meu bar. O movimento de clientes e os rendimentos melhoraram com a nova estratégia, mas é claro que há um custo”, conta Tristão, que garante ter valido o investimento.

Com o charmoso triciclo, ele também foi ganhador do Prêmio Sem Excesso, dessa vez na modalidade “Se beber, não dirija”. Além do veículo, o empresário criou parcerias com cooperativas de táxi da região, que dão desconto de 30% para os clientes que vão ou voltam do seu bar.

 

Fonte: Meu Negócio, Minha vida.