CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Os segredos de um empreendedor para um caso de sucesso

 

 

Por todo o Brasil, a culinária do Rio Grande do Sul é conhecida por pratos e bebidas que só um bom gaúcho sabe preparar. Quem nunca ouviu falar do tradicional arroz carreteiro, preparado com carne-seca, paio e linguiça aos pedaços, refogados com alho, cebola, tomate e cheiro verde? Há também o chimarrão, famosa bebida com erva-mate apreciada em todo o sul do continente americano. Mas talvez o churrasco gaúcho seja a mais tradicional e simbólica gastronomia dos pampas. A escolha das carnes, o fogo bem feito, as facas afiadas e os espetos e grelhas corretos são alguns diferenciais que fazem o jeito gaúcho de preparar o churrasco ser respeitado por todo o país. Foi com esse diferencial que o empresário Paulo Ricardo de Souza abriu sua churrascaria em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Mais conhecido como Gaúcho, Paulo é natural de Porto Alegre e se mudou para a cidade das Cataratas levando na bagagem o gosto pelas carnes nobres e a vontade abrir o próprio negócio. Foi em 2004 que, junto com a família, inaugurou a primeira unidade da Churrascaria do Gaúcho, que funcionava em uma pequena casa no bairro Vila Portes, próximo à Ponte da Amizade, que liga Foz do Iguaçu a Ciudad del Este no Paraguai, passando sobre o rio Paraná. Lá, o empresário trabalhava com a esposa, Eliana Souza, três filhos e apenas mais um funcionário. “Naquela época eram apenas 13 mesas e 26 bancos de madeira. Trabalhávamos com um público pequeno, mas prezávamos sempre pela qualidade do serviço”, lembra.

 

Filiação à Abrasel

A casa do bairro Vila Portes foi ficando cada vez mais conhecida na cidade, a clientela foi crescendo e o espaço precisou ser ampliado. Hoje, a churrascaria tem capacidade para atender 220 pessoas e ganhou mais outras duas unidades na região central da cidade - uma com espaço para 116 clientes e a mais nova delas com 450 lugares.

Sempre com o objetivo de crescer profissionalmente, Paulo procurou, em 2009, a consultoria do Sebrae em busca de melhorias em sua gestão. “Estava com dificuldade para administrar o negócio. Sentia que trabalhava muito e os resultados não apareciam. Com um consultor acompanhando tudo de perto,  ficou mais fácil identificar as falhas”.

Em 80 dias, Paulo inaugurou a segunda unidade da churrascaria no centro da cidade. Continuou em busca de capacitação e se certificou no Programa Alimentos Seguros (PAS), desenvolvido por entidades do Sistema “S”, que tem o objetivo de reduzir os riscos de contaminação dos alimentos. Em seguida, participou também de outros programas, como o Agentes Locais de Inovação (ALI), que ajuda a implantar práticas inovadoras nas empresas, e do curso Empretec, desenvolvido pela ONU em parceria com o Sebrae, que estimula e desenvolve as características individuais do empreendedor e proporciona a competitividade e permanência no mercado.

2009 também foi o ano em que a Churrascaria do Gaúcho participou do programa Caminhos do Sabor, fruto de uma parceria entre a Abrasel, o Ministério  do Turismo e o Sebrae, que divulgou destinos turísticos nacionais por meio de sua gastronomia. A partir de então, o gaúcho se associou à Abrasel. “Queria me integrar a outros restaurantes e saber o que estava acontecendo no setor. É uma grande oportunidade poder conhecer colegas do ramo da gastronomia, trocar experiências, informações e conhecimentos”, destaca Paulo, que desde 2010 é presidente da Regional Abrasel Oeste do Paraná.

O empresário comemora com orgulho a conquista do Atestado de Conformidade, do PAS do Senac-Sebrae, que já foi adquirido em todas as suas unidades. O objetivo da certificação é aumentar a segurança e a qualidade dos alimentos produzidos no local - ampliando a competitividade no mercado - e reduzir o risco das Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) aos consumidores. A equipe do Gaúcho conta com duas nutricionistas que observam a segurança dos alimentos e a atenção dietética do restaurante. É assim que Paulo demonstra sua preocupação com a qualidade do que é servido na churrascaria.

Em 2013, o estabelecimento também recebeu o Certificado de Excelência do Trip Advisor, com base na avaliação dos clientes, e foi eleita uma das melhores churrascarias do ano pela Agência Gama. Na seleção Top of Mind Iguassu 2014, foi umas das mais lembradas pelos consumidores da cidade.

A churrascaria do Gaúcho abre as portas das 11 às 23 horas, todos os dias e mais de 15 tipos de carnes passam pela brasa. Outros pratos também ficam à disposição para agradar aos mais variados perfis de clientes: são 25 opções de salada, 20 tipos de pratos quentes e 12 sobremesas. Para preparar todo o cardápio e atender os clientes, Paulo possui um quadro de 104 funcionários, sendo 12 familiares, incluindo esposa, filhos, genros e primos. “A base do funcionamento da churrascaria é a minha família, que trabalha sempre unida. Sem eles a churrascaria não existiria”, revela o empresário.

 

Fonte: Revista Bares & Restaurantes nº 106 *Matéria na íntegra disponível na versão impressa