14/12/2015 - Belém ganha título da Unesco pela gastronomia

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Depois de Florianópolis, a capital paraense é a segunda cidade brasileira a receber o título. Ao lado da Prefeitura Municipal, da Secretaria de Turismo do Estado e do Instituto Paulo Martins, Abrasel trabalhou em prol do reconhecimento

 

Na última sexa-feira (11), foi feito o anúncio oficial: a capital do Pará é a segunda cidade brasileira a participar da Rede Mundial de Cidades Criativas da Unesco – categoria Gastronomia. O anúncio foi feito no site da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. A Diretora Geral da UNESCO, Irina Bokova, anunciou a inclusão de 47 novas cidades de 33 países na Rede. O Brasil também foi representado por Salvador (Música) e Santos (Cinema). O processo de reconhecimento de Belém como cidade Unesco da Gastronomia foi liderado pela Prefeitura Municipal por meio da Companhia de Desenvolvimento e Administração da Área Metropolitana de Belém (Codem) em parceria com o Instituto Paulo Martins e com a Secretaria de Turismo do Estado, além de contar com o apoio da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Pará (Abrasel).

"Esse título veio em boa hora - até um pouco atrasado, pois o Pará indiscutivelmente representa a gastronomia brasileira por suas raízes indígenas e uma cultura tradicional muito forte. A Abrasel no Pará contribuiu diretamente nesse processo, por entendemos que foi mais que justo este reconhecimento", comentou o presidente da Abrasel no estado, Fábio Sicília.

"A Rede de Cidades Criativas representa um potencial enorme para ressaltar o valor da cultura como acelerador do desenvolvimento sustentável", declarou a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova.

Entrar para a rede de cidades criativas da Unesco na categoria gastronomia significa para Belém importante destaque mundial. A escolha demonstra a crença da Unesco na atividade empreendedora da capital paraense, que passa a integrar uma rede de cidades que buscam desenvolvimento de maneira sustentável e de modo socialmente justo. “Para nós que trabalhamos para o desenvolvimento da gastronomia paraense, é a coroação de um trabalho que vem sendo realizado há mais de 30 anos”, comemora Joanna Martins, diretora executiva do Instituto Paulo Martins.

A Rede de Cidades Criativas foi criada para promover o desenvolvimento social, econômico e cultural de cidades de países desenvolvidos e em desenvolvimento. Aquelas que se candidatam à rede se comprometem em promover a criatividade local, além de partilhar o interesse na missão da Unesco em relação à diversidade cultural. Integrando essa rede Belém poderá a partir de agora partilhar experiências e criar novas oportunidades para si e para outros numa plataforma global com atividades baseadas no "turismo criativo".

Atualmente, a rede de cidades criativas é composta por 116 cidades, em todo o mundo, e em sete segmentos da indústria criativa: literatura, cinema, música, artesanato e arte popular, design, artes e gastronomia.

A próxima reunião anual da Rede de Cidades Criativas se realizará em setembro de 2016 em Östersund, na Suécia.

 

Fonte: Com informações de Diário Online