11/12/15 - UNECS traça metas para 2016

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

A regulamentação do trabalho intermitente continua sendo pauta prioritária para a UNECS

 

O conselho da União Nacional de Entidades do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (UNECS) realizou na tarde de quarta-feira (9) sua última reunião do ano, quando foram avaliados os principais resultados alcançados e definidas metas de atuação para o próximo ano. "O foco da UNECS em 2016 será a aprovação do Projeto de Lei que formaliza o Trabalho Intermitente, de vital importância para a geração de novos empregos no País, o que será extremamente benéfico também para ativação da nossa economia. Vamos mobilizar o País todo para a aprovação desse projeto", afirma o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) e coordenador da UNECS, Fernando Yamada.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL), Paulo Solmucci, estudo da entidade mostra que só no setor de Bares e Restaurantes podem ser criados, com a aprovação do Trabalho Intermitente, dois milhões de novos empregos. No setor supermercadista, estimativas iniciais apontam para 500 mil, fora a ativação de novas vagas em outros setores do comércio e serviços do País.

 

Resultados

Durante a reunião, o conselho da UNECS, composto pelos presidentes da ABAD, ABRAS, ABRASEL, CACB, CNDL E ANAMACO, foi feita uma avaliação dos trabalhos executados até agora e dos resultados conquistados.

Entre os principais resultados desta importante união, criada em agosto de 2014, está a ativação da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (Frente CSE), que foi instalada com a adesão de 250 deputados e 21 senadores, em 9 de abril deste ano.

De lá para cá, além das três grandes reuniões organizadas com a participação efetiva dos parlamentares, já foram realizadas seis reuniões do Conselho Diretivo da UNECS e dezenas de reuniões da Diretoria Executiva da Frente CSE, e do Comitê de Executivos das Entidades da UNECS.

Hoje, os resultados dos esforços desta união já são visíveis. A UNECS, por exemplo, ampliou o diálogo com o Banco Central, que agora monitora e regulamenta os meios de pagamento, e conseguiu dar mais agilidade a processos importantes, além de conquistar a interoperacionalidade dos sistemas, a exigência gradativa de lastros reais dos operadores, e o incentivo a mais competitividade.

Além disso, a UNECS conseguiu ampliar a presença dos setores de comércio e serviços no Congresso Nacional, mostrando uma nova forma forma de atuar, como entidades unidas trabalhando dezenas de proposições legislativas como: Trabalho Intermitente, Lei da Terceirização, Lei dos Promotores e Demonstradores de Mercadorias, entre outros, por meio do forte apoio à Frente CSE.

 

Estiveram presentes na Reunião da UNECS:

Presidente Fernando Yamada - ABRAS

Presidente Paulo Solmucci Júnior - ABRASEL

Presidente Nabil Sahyoun - ALSHOP

Presidente Cláudio Elias Conz - ANAMACO

Marcos Gabriel Atchabahian - ANAMACO

Presidente do Conselho Diretor e Deliberativo Geraldo Cordeiro de Jesus - ANAMACO

Presidente George Teixeira Pinheiro - CACB

Diretor Superintendente Oscar Attisano - ABAD

Diretor de Relações Institucionais Newton Garcia - ABRASEL

Superintendente Everton Correa - CNDL

Diretor de Relações Institucionais Alexandre Seabra - ABRAS

 

Fonte: ABRAS