23/10/2015 - Número de empresas usando o Instagram vai alcançar quase o dobro no próximo ano

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

O marketing nas redes sociais alcançou um ponto de saturação, com 88,2% das empresas usando, pelo menos uma das maiores plataformas este ano. O que não significa que o crescimento está estagnado nessas redes, de acordo com uma nova previsão do eMarketer.

Os varejistas estão abraçando rapidamente o Instagram (segundo dados da primeira pesquisa), sinalizando que eles têm a intenção de diversificar o marketing nas redes, além das plataformas mais tradicionais.

Em 2015, 32,3% das empresas dos Estados Unidos com 100 funcionários ou mais vão usar o Instagram para as atividades de marketing. O número vai pular para 48,8% em 2016. Em 2017, 70,7% das empresas vão usar o Instagram para marketing, ultrapassando o Twitter pela primeira vez.

“Agora que o Instagram está abrindo espaço para propaganda para todos os negócios, não é surpresa que o uso dessas redes pelos varejistas cresça rapidamente”, disse a analista principal do eMarketer, Debra Aho Williamson. “Os laços estreitos com o Facebook são uma das principais vantagens”.

Ao mesmo tempo que o Instagram atrai novos varejistas, o uso do Twitter está estagnado. O número de empresas usando o Twitter para estratégias de marketing vai continuar a crescer, mas a penetração vai crescer apenas 1,4% entre 2015 e 2017.

O Facebook, plataforma madura dentro do espaço social também está saturado de forma parecida, entre os varejistas. Em 2015, 84,7% das empresas com 100 funcionários ou mais vão usar o Facebook para ações de marketing, um aumento de 85,3% em 2016 e 85,8% em 2017.

A previsão e estimativa do eMarketer são baseadas em uma análise com dados quantitativos em qualitativos de empresas de pesquisa, agências do governo, empresas de mídia e empresas públicas, além de entrevistas com os maiores executivos publishers, consumidores de propaganda e agências. Os dados são ponderados com base metodológica e sólida. Cada previsão do eMarketer se encaixa com um matriz maior de todas as previsões, com os mesmos pressupostos e quadro geral usados para projetar cenários em uma ampla variedade de áreas. Reavaliação regular de dados disponíveis, as previsões refletem os mais recentes desenvolvimentos de negócios, tendências tecnológicas e mudanças econômicas.

 

Fonte: E-commerce Brasil