30/06/2015 - Um ano depois da Copa, turismo estrangeiro em Porto Alegre não alcança o percentual esperado

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Conforme sindicato que representa hotéis e restaurantes da Capital, a chegada de gringos recuou 20%. Dados da prefeitura apontam que a chegada dos visitantes que vêm de outros países cresceu só 2,3%

 

Troféu prometido pelo esforço da Capital em atrair jogos da Copa do Mundo, o desembarque maciço de turistas estrangeiros após o torneio — seduzidos por uma Porto Alegre que conheceriam pela TV ou pelas maravilhas contadas por amigos que estiveram na cidade — ainda não foi entregue. Em entrevista a ZH no último dia 14, o prefeito José Fortunati afirmou que o turismo internacional aumentou em 20% após o evento. Não é o que dizem empresários do setor — que, ironicamente, calculam o inverso.

Conforme o Sindpoa, sindicato que representa hotéis e restaurantes da Capital, a chegada de gringos recuou 20% em relação à ocupação que era registrada 12 meses antes do evento.

— Talvez esse aumento tenha ocorrido lá no Nordeste ou no Rio de Janeiro, destinos para quem procura o Brasil em busca de lazer. Nosso turismo depende de negócios. Como o Estado não cresce e não atrai novas empresas, os estrangeiros não estão vindo — afirma o presidente do Sindpoa, Henry Chmelnitsky.

Em bares e restaurantes, os sotaques americanos ou espanhóis também rarearam, diz Chmelnitsky:

— No final de julho e em agosto de 2014, houve um pequeno aumento na vinda de estrangeiros. Mas esse movimento foi encolhendo mês a mês.

 

Número foi ato falho, diz prefeito

Outro potencial legado, a realização de mais eventos esportivos ou técnicos na capital gaúcha, igualmente anda a passos curtos. Conforme o Porto Alegre Convention & Visitors Bureau, o número de encontros, congressos e conferências previsto para este ano chega a 40, apenas cinco a mais do que em 2014 — ano que teve um mês inteiro "morto" para os negócios em razão dos jogos. Em 2013, foram realizados 92 eventos.

— É inegável que a receptividade da população e o know how absorvido durante a Copa credencia Porto Alegre a atrair turistas e novos eventos. Mas isso ocorrerá, principalmente, mais para frente: os congressos internacionais que têm ocorrido em 2015 estavam marcados há pelo menos um ano — afirma Fernando Kanbara, presidente do Convention & Bureau da Capital.

Dados da Embratur reforçam a boa percepção destacada por Fernando. Pesquisa realizada com estrangeiros que estiveram na Capital durante o Mundial mostrou que a cidade foi a segunda mais citada pelos visitantes em intenção de retorno, atrás apenas de Brasília.

Procurado pela reportagem para explicar a origem dos dados fornecidos na entrevista no dia 14, o prefeito José Fortunati informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que "cometeu um ato falho, ao considerar o aumento geral de turistas em Porto Alegre como dados referentes apenas à vinda de estrangeiros".

A Secretaria Municipal de Turismo acompanha, por amostragem, o fluxo de visitantes nos centros de informação. De julho de 2014 a maio de 2015, em comparação com o período entre julho de 2013 e maio de 2014 (sem incluir, portanto, o período da Copa), o número total de turistas subiu 13%, mostra a pasta. E a chegada de estrangeiros cresceu 2,3%.

 

Fonte: Zero Hora