18/06/2015 - Sucesso no Brasil, Subway perde espaço nos EUA

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Empresa caiu mais do que qualquer outra das 25 maiores redes de comida americanas

 

 

Com queda de 3%, ou US$ 400 milhões nas vendas do último ano, a rede de fast food Subway vem perdendo espaço nos Estados Unidos.

A empresa caiu mais do que qualquer outra das 25 maiores redes de comida americanas e, pela primeira vez em sete anos, perdeu duas posições, passando a ser a terceira rede com as maiores vendas nos EUA, segundo o jornal The Washington Post.

O site Business Insider apontou, inclusive, os dois principais erros que explicam os tropeços da rede: “focar apenas no crescimento da empresa” e “não acompanhar a concorrência”.

 

Crescimento desenfreado

No ano passado, o Subway tinha 1680 franquias no Brasil, além de ter sido uma das 10 que mais cresceram em 2013 e uma das 20 redes que mais faturavam no país. Só no ano de 2013, a empresa aumentou em mais de 60% suas unidades por aqui.

Esse crescimento rápido não foi uma particularidade das franquias brasileiras. De acordo com o Washington Post, a rede cresceu 3% no último ano, abrindo dois Subways por dia.

Aparentemente, porém, essa busca por ampliar o império afastou a empresa da sintonia que tinha com seus clientes no que diz respeito à qualidade de seus produtos.

 

Qualidade a desejar

Já os concorrentes Chipotle e Firehouse Subs têm ganhado maior simpatia dos clientes americanos que se preocupam com uma alimentação mais rica em nutrientes e com menos gorduras, conservantes e agrotóxicos.

As rivais já ganharam uma áurea de uma alimentação mais fresca e saudável, o que tem feito a pioneira no setor ficar para trás.

A Subway, que fez sucesso em tempos de crise com seu preço baixo, ainda não se adaptou a um cenário em que os americanos preferem gastar um pouco mais para consumir um produto de uma empresa que se preocupa com a origem e preparo dos ingredientes.

Segundo o Business Insider, os americanos que antes louvavam a marca pelos índices baixos de gordura agora se preocupam com os conservantes e o processamento das carnes e molhos.

Apesar de a Subway ter procurado inovar, oferecendo opções como homus e molho sriracha cremoso (feito a partir de uma pimenta tailandesa), analistas dizem que essas ações são pequenas e tardias demais, em um país em que até mesmo o McDonald’s oferece bebidas orgânicas e hambúrgueres de feijão-preto.

 

Fonte: Exame