18/05/2015 - Abrasel e WWF firmam parceria para incentivar consumo consciente do pescado

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Campanha Do Mar à Mesa convida mercado e consumidores a adotarem o consumo consciente do pescado. Festival Brasil Sabor, em São Paulo, envolve restaurantes e chefs nessa ação

 

Anchoíta, Calamar, Carapeba, Majuba, Olhete e Savelha. Os nomes podem não soar familiares, mas estes são pescados (peixes, crustáceos e moluscos) comuns na costa brasileira e cujo consumo consciente passa a ser incentivado por meio da campanha “Do Mar à Mesa”. A ação, fruto de parceria entre o WWF-Brasil e a Abrasel, será direcionada aos pescadores, ao mercado e aos consumidores finais para que entendam a importância de escolher de maneira responsável o que entra no cardápio.

 

Hoje dezenas de espécies de pescados são capturadas diariamente no Brasil, muitas de maneira inadequada, tendo como consequência a sobrepesca e o risco de extinção. Por isso, foi elaborado um plano abrangente que visa estimular e encaminhar soluções para o consumo consciente. Segundo o diretor executivo da Abrasel, Gustavo Timo, hoje 26% das espécies comerciais de peixes estão em situação de sobrepesca no país. “Isso significa que são pescadas num volume maior que os bancos pesqueiros conseguem regenerar. Um bom exemplo é a sardinha verdadeira, principal espécie de pescado produzida por aqui: em 1973, ela tinha o volume de 228 mil toneladas e, em 2011, atingiu 75 toneladas. Ou seja, uma perda de dois terços do volume de pesca dessa espécie em pouco menos de 40 anos”, afirma.

 

Além dos problemas com o processo de pesca, outro importante alerta está ligado ao aumento exponencial do consumo de pescado. Em 1960, a média mundial do consumo por pessoa era de 9,9Kg por ano; já em 2012 passou a ser de 19,2Kg/ano. “Esses números mostram que temos que cuidar do tema e implementar medidas que garantam fornecimento sustentável para o futuro”, complementa Timo.

 

No Brasil, grande parte dos peixes, crustáceos e moluscos fornecidos para o mercado são provenientes da pesca artesanal. As comunidades pesqueiras são alvo do programa Do Mar à Mesa, que pretende capacitar e empoderar estes pescadores por meio de cartilhas e de oficinas ministradas por chefs como Eudes Assis e pelo WWF-Brasil. Além disso, haverá uma oficina voltada para os restaurantes, que estimulará o uso de espécies adequadas de pescado na criação dos pratos. Neste primeiro momento, o projeto-piloto será desenvolvido no litoral norte de São Paulo.

A campanha Do Mar à Mesa se baseia no Guia de Consumo Responsável do Pescado, que divide as espécies encontradas na costa brasileira em três categorias: “Bom apetite” (liberadas para o consumo), “coma com moderação” e “evite”. Para saber mais clique aqui.

 

Programa Marinho

A campanha “Do Mar à Mesa” faz parte do Programa Marinho do WWF-Brasil, que tem por objetivo contribuir para compreensão/atendimento dos problemas associados aos impactos da poluição, da sobrepesca e do turismo, por meio de estreita cooperação com o setor turístico e com foco em produção do conhecimento e educação.

 

Brasil Sabor

O festival gastronômico Brasil Sabor, que acontece de 14 a 31 de maio, chega à 10ª edição com o tema “Há dez anos invadindo as ruas e celebrando o Brasil”. Em São Paulo, a realização do festival faz parte da campanha “Do mar à mesa” e todos os pratos foram criados considerando o consumo de pescado sustentável. Participam do Brasil Sabor restaurantes de Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba (litoral Norte de São Paulo), Paraty (RJ), além de casas da capital paulista. Para saber mais acesse www.brasilsabor.com.br.

 

Sobre o WWF-Brasil

É uma organização não governamental brasileira, dedicada à conservação da natureza com os objetivos de harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e promover o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações. O WWF-Brasil, criado em 1996 e sediado em Brasília, desenvolve projetos em todo o país e integra a Rede WWF, a maior rede independente de conservação da natureza, com atuação em mais de 100 países e o apoio de cerca de 5 milhões de pessoas, incluindo associados e voluntários.

 

Fonte: Abrasel